Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
9

João Miguel Tavares ganha processo a José Sócrates

José Sócrates voltou a perder o processo contra João Miguel Tavares. Um acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa deu razão ao jornalista e colunista, autor do artigo de opinião ‘José Sócrates, o Cristo da Política Portuguesa’, publicada a 3 de Março de 2009 no ‘Diário de Notícias’.
29 de Abril de 2010 às 13:49
Antes em pêlo do que de burqa
Antes em pêlo do que de burqa

Pode ler-se no documento que “o texto em causa é um mero artigo de opinião e não uma notícia ou uma crónica. Ou seja é um texto no qual o seu autor apenas exprime uma opinião e, como tal, não está sujeito à regra da prova da verdade dos factos.”

Ao CM, João Miguel Tavares diz que nunca teve dúvidas sobre esta decisão: “Fez-se justiça! A tese de que um opinion maker tem de provar o que diz é absurda. Afinal qual é a liberdade de opinião?”

O primeiro-ministro apresentou uma queixa-crime contra o colunista depois deste, no referido artigo, tê-lo acusado de falta de “decoro” e de “moral”. João Miguel Tavares apontou ainda “a sua licenciatura manhosa”, “os projectos duvidosos de engenharia na Guarda”, “o apartamento de luxo comprado a metade do preço” e o “cada vez mais estranho caso Cova da Beira”.

José Sócrates já tinha apresentado o caso ao Ministério Público e ao Tribunal de Instrução Criminal, onde acabou por ser arquivado.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)