Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

Marinha honrou Alpoim Calvão

O caráter do comandante dos fuzileiros foi destacado na missa do Mosteiro dos Jerónimos.
João Vaz 3 de Outubro de 2014 às 11:00
Corpo do antigo comandante dos fuzileiros foi carregado em ombros por militares da Marinha
Corpo do antigo comandante dos fuzileiros foi carregado em ombros por militares da Marinha FOTO: João Carlos Santos

Na frente de batalha o seu caráter foi sempre determinante", destacou o padre Ilídio Costa, capelão da Marinha, na homilia da missa de corpo presente do comandante Alpoim Calvão. A celebração reuniu ontem centenas de pessoas à volta da viúva e da família do militar, falecido aos 77 anos. Na nave principal do Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, o féretro, coberto com a bandeira portuguesa, esteve sempre ladeado por elementos da Marinha, que transportaram depois a urna aos ombros. Junto, estavam dispostas as condecorações de Alpoim Calvão, incluindo a espada de Oficial da Ordem Militar da Torre e Espada.

No adeus, o Chefe do Estado-Maior da Armada (CEMA) fez-se representar pelo vice-almirante Monteiro Montenegro, inspetor-geral da Marinha. Viram-se muitas boinas negras de fuzileiros. O único estandarte presente foi o da Associação de Fuzileiros, forças especiais que Alpoim Calvão comandou.

Entre os presentes estiveram ainda o ex-presidente da República Ramalho Eanes, os últimos CEMA, Melo Gomes e Saldanha Lopes e o guineense Carlos Vieira, irmão de Nino Vieira. O funeral, em armão da Marinha, foi para o cemitério dos Olivais, em Lisboa, onde o corpo foi cremado. 

Ilídio Costa Marinha Alpoim Calvão Mosteiro dos Jerónimos Lisboa Oficial da Ordem Militar
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)