Barra Cofina

Correio da Manhã

Política
1

PS não descola da coligação PSD/CDS

“Portugal à Frente” ganha pontos com a crise na Grécia.
José Rodrigues 18 de Julho de 2015 às 19:26
António Costa e Pedro Passos Coelho
António Costa e Pedro Passos Coelho FOTO: Pedro Catarino

A pouco mais de dois meses das eleições legislativas, o PS e  a coligação PSD/CDS-PP continuam empatados nas intenções de voto dos portugueses. Segundo uma sondagem CM/Aximage, se as eleições fossem hoje, os socialistas obtinham 38% dos votos e a coligação "Portugal à Frente" 37,8%, uma diferença de 0,2 pontos percentuais numa sondagem em que a margem de erro é de 4%. Está, pois, tudo em aberto, mas uma maioria absoluta parece cada vez mais distante.

 

A sondagem foi realizada entre os dias 12 e 16 de Julho, coincidindo com o ‘pico’ da crise na Grécia, situação que foi favorável ao PSD/CDS, pois subiu, relativamente à sondagem CM de junho, 0,6 pontos percentuais (de 37,2% para 37,8%), enquanto o PS se manteve nos 38%.

 

Desde abril deste ano que PS e PSD/CDS estão praticamente colados nas intenções de voto. E esta tendência de aproximação verifica-se também na avaliação da confiança para o cargo de primeiro-ministro. Segundo a sondagem, o líder do PS, António Costa, obtém 40,4% (menos 3,4 pontos relativamente a junho), contra 36,2% do líder do PSD, Passos Coelho (mais 0,3 pontos relativamente a junho).

 

Esta sondagem torna clara a bipolarização das intenções de voto no PS e no PSD/CDS-PP. À esquerda, a CDU e o BE ficam nos 7,5% e 4%, respetivamente, tornando-se ‘vítimas’ do ‘centrão’. O PDR de Marinho e Pinto, que em janeiro deste ano chegou aos 4%, desce nesta sondagem para uns residuais 1,4%, ficando ao nível do Livre, de Rui Tavares, que obtém 1,3%. 

Clique para aceder à rubrica com a opinião de Octávio Ribeiro, diretor do CM, sobre este tema: Respeito pelo povo
























ps psd/cds antónio costa passos coelho eleições legislativas voto portugal à frente
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)