Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Ataques de matilha provocam indignação

Abate de cão a tiro de caçadeira vale processo-crime.
Fátima Vilaça 29 de Março de 2016 às 16:12
Quinta do Gamil foi a última a ser alvo de ataque, na manhã do último domingo
Quinta do Gamil foi a última a ser alvo de ataque, na manhã do último domingo FOTO: DR
Os ataques de cães abandonados a animais em explorações agrícolas, nas freguesias de Midões e Gamil, no concelho de Barcelos, estão a deixar revoltados os proprietários lesados. Na semana passada, pelo menos 30 animais – coelhos, porcos, ovelhas e um cão de pequeno porte – foram mortos. No domingo de manhã, um dos donos apanhou a matilha a atacar um rebanho de ovelhas. Atirou a matar sobre os cães e agora enfrenta um processo-crime. Deverá ter de responder pela morte de um pastor alemão.

"Ele perdeu a cabeça quando viu os cães à volta das ovelhas. Está muito transtornado", disse ao CM o caseiro do dono da Quinta do Aparício, em Gamil. O proprietário surpreendeu a matilha durante a manhã de domingo, pouco antes das 08h00, pegou numa caçadeira e disparou sobre os cães. Ao lado das suas duas ovelhas e de um cão de pequeno porte mortos durante o ataque, ficou também um pastor alemão que os atacou. A GNR foi chamada à propriedade e detetou que o animal estava identificado com chip, no entanto, o proprietário ainda não foi localizado.

Os agricultores e criadores lesados lamentam o abandono dos cães, que está a causar graves prejuízos. "As pessoas vêm deixar os cães aqui ao monte e eles fazem isto para se alimentar. Mas esta situação não pode continuar. As autoridades têm de encontrar os donos", atira, revoltado, o dono de quatro porcos mortos, sexta-feira, pela mesma matilha.
matilha ataques cão caçadeira animais Midões Gamil Barcelos
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)