Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Vaga de assaltos alarma população

Bar das piscinas e oficina foram alvos dos ladrões de madrugada, em Joane.
Liliana Rodrigues 29 de Julho de 2017 às 09:50
Complexo das Pisicinas de Joane está aberto há cerca de um mês e foi assaltado durante a madrugada de ontem
Complexo das Pisicinas de Joane está aberto há cerca de um mês e foi assaltado durante a madrugada de ontem
Complexo das Pisicinas de Joane está aberto há cerca de um mês e foi assaltado durante a madrugada de ontem
Complexo das Pisicinas de Joane está aberto há cerca de um mês e foi assaltado durante a madrugada de ontem
Complexo das Pisicinas de Joane está aberto há cerca de um mês e foi assaltado durante a madrugada de ontem
Complexo das Pisicinas de Joane está aberto há cerca de um mês e foi assaltado durante a madrugada de ontem
Um bar e uma oficina foram assaltados, durante a madrugada de ontem, na vila de Joane, em Vila Nova de Famalicão. Dinheiro, tabaco e peças de automóveis foram furtados pelos ladrões, que estão a ser procurados pela GNR. O prejuízo total ascende a pelo menos mil euros. A população está apreensiva.

Na mesma noite, foram ainda registadas duas tentativas de furto, em Riba d’Ave, a menos de dois quilómetros de Joane. As autoridades acreditam que possam ter sido cometidas pelo mesmo grupo criminoso e está a recolher indícios nos diversos locais visados pelos ladrões.

Um dos alvos foi o complexo de piscinas de Joane, na rua dos Estudantes, junto à escola secundária, no centro da vila, que abriu as portas há cerca de um mês. Os assaltantes acederam à zona do bar de apoio e conseguiram roubar 150 euros da caixa registadora, além de estroncarem a máquina de tabaco para retirar todos os maços que aquela tinha no interior - cujo valor não está ainda contabilizado. Fugiram, depois, sem deixar rasto.

Já a oficina de automóveis foi assaltada depois de terem danificado a fechadura da porta. Os ladrões levaram diversas baterias e peças de automóveis, além de 300 euros que estavam guardados no escritório.

"Esta vila é muito calma, mas, agora, depois de dois assaltos numa noite, ficamos logo mais preocupados. Vou voltar a fechar a porta e verificar se ficou realmente fechada, antes de sair de casa", disse Maria Silva, vizinha de um dos locais assaltados durante a madrugada de ontem.
Maria Silva Joane Vila Nova de Famalicão GNR Ave rua dos Estudantes polícia crime
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)