Ataque à bomba rende milhares

12º roubo a caixas multibanco desde o início deste mês.
Por João Tavares|30.05.17
Ataque à bomba rende milhares
Assaltantes que destruíram ontem a montra da CGD, em Oeiras, são suspeitos de terem atacado na véspera na Amadora Foto Mariline Alves
Foram três os assaltantes encapuzados que atacaram à bomba, na madrugada de ontem, mais uma caixa multibanco na Grande Lisboa, usando uma carrinha de cor escura. Uma descrição em tudo idêntica ao que aconteceu na madrugada anterior, no concelho da Amadora. A PJ tenta perceber se foi o mesmo gang a efetuar os dois ataques, nos quais levaram milhares de euros.

Desta vez o alarme soou poucos minutos após as 04h00. O enorme estrondo acordou alguns dos moradores dos prédios na rua Quinta das Palmeiras, em Nova Oeiras. Uma testemunha ainda viu a viatura a afastar-se a alta velocidade. Para trás ficou um cenário de destruição na dependência bancária da Caixa Geral de Depósitos. As gavetas com dinheiro tinham desaparecido.

Este foi o 12º ataque a caixas multibanco através de explosões, só em maio – mais de 60 desde o início do ano. Números que levaram Helena Fazenda, secretária-geral do Sistema de Segurança Interna, a pedir um reforço de vigilância por parte da PSP e da GNR em 4 distritos. Os assaltos à bomba são investigados pela Unidade Nacional de Contraterrorismo da Polícia Judiciária.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!