Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

ATAQUE DA MÁFIA

Uma troca de tiros entre imigrantes de países de Leste sobressaltou os habitantes de uma das zonas mais densamente povoadas da cidade de Portimão, a Avenida 25 de Abril, e obrigou as forças da PSP a mobilizarem parte substancial dos seus meios com vista à captura dos autores dos disparos, sendo detidos dois ucranianos.
28 de Dezembro de 2002 às 00:00
Ao que tudo indica, tratou-se de um ajuste de contas levado a cabo por elementos das ‘Máfias de Leste’, que esperavam os dois ucranianos à entrada do centro comercial Cedipraia, onde existe uma loja de produtos alimentares de origem russa.

“Um deles, alto e forte, estava muito bem vestido e tinha nas mãos uma pistola com cerca de um palmo de comprimento, fazendo disparos na direcção da cabina telefónica”, relata a funcionária de um café, que assistiu a parte do tiroteio. “Tive medo e abriguei-me. Vim a saber que o dono de um dos carros atingidos pelos disparos estava dentro da viatura e passou por um susto de todo o tamanho...”

Os dois ucranianos – um foi atingido de raspão num ombro – fugiram a pé e viriam a ser detidos não muito longe dali, escondidos nuns arbustos junto ao campo de futebol Major David Neto, enquanto vários indivíduos não identificados, de quem se suspeita da tentativa de extorsão, se punham em fuga em duas viaturas.

No decurso do tiroteio, que se prolongou por alguns minutos, três carros foram atingidos, assim como uma cabina telefónica situada defronte ao centro comercial Cedipraia, que ficou com um dos vidros partido.
A Polícia recolheu vários invólucros de balas de diversos calibres, uma viatura e uma caçadeira de origem russa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)