Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Buscas pelos turistas desaparecidos no Meco suspensas

Mau tempo está na origem da pausa nas operações de resgate.
Lusa 12 de Abril de 2018 às 09:49
Praia do Meco
Desaparecidos na praia do Meco
Desaparecidos na praia do Meco
Desaparecidos na praia do Meco
Desaparecidos na praia do Meco
Praia do Meco
Desaparecidos na praia do Meco
Desaparecidos na praia do Meco
Desaparecidos na praia do Meco
Desaparecidos na praia do Meco
Praia do Meco
Desaparecidos na praia do Meco
Desaparecidos na praia do Meco
Desaparecidos na praia do Meco
Desaparecidos na praia do Meco
As operações de busca pelos dois cidadãos austríacos desaparecidos na praia do Meco, em Sesimbra, distrito de Setúbal, foram retomadas às 07h30, mas suspensas pouco depois devido ao mau tempo, segundo a Autoridade Marítima Nacional (AMN).

Em declarações à agência Lusa, uma fonte da AMN disse que as buscas pelos dois desaparecidos que praticavam parapente e foram arrastados pelo mar na segunda-feira foram retomadas às 07h30, tendo sido empenhadas uma lancha, mergulhadores do corpo forense da Polícia Marítima e o helicóptero da Força Aérea.

"Contudo, a agitação marítima forte e a fraca visibilidade levaram à suspensão das buscas cerca das 08h45", adiantou a mesma fonte, salientando que em terra vão permanecer elementos dos bombeiros e da Polícia Marítima.

As operações de resgate têm sido dificultadas pelo estado de mar, que apresenta uma forte ondulação na zona onde ocorreu o acidente.

O acidente ocorreu na segunda-feira de manhã na praia do Meco, quando três cidadãos austríacos praticavam parapente, tendo um deles morrido e os outros dois sido dados como desaparecidos.

As duas pessoas desaparecidas integravam um grupo de turistas austríacos que chegou a Portugal na semana passada para a prática da modalidade de parapente.

O acidente ocorreu quando uma mulher aterrou numa praia do Meco, muito perto da água, tendo sido arrastada para o mar, juntamente com o parapente. Dois outros austríacos do mesmo grupo, que tinham aterrado pouco antes no mesmo local, foram em socorro da mulher, mas acabaram, também eles, por ser arrastados para o mar.

O corpo de uma das três vítimas foi encontrado ainda na segunda-feira, mas já sem vida.

Na terça-feira, "durante a baixa-mar, foram realizadas três tentativas de agarrar o parapente pelo recuperador do helicóptero da Força Aérea Portuguesa, com recurso a um gancho ligado a um cabo que se estendia para terra, numa operação de elevada complexidade, contudo, não foi possível retirá-lo do mar".

O parapente tinha sido localizado a cerca de 50 metros do local onde ocorreu o acidente, numa zona de rebentação, o que dificulta bastante a operação de resgate.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)