Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Prisão preventiva para suspeito de atear 16 incêndios em Ponte de Lima num mês

Jovem de 27 anos usava sempre a mesma técnica e fazia-o apenas pelo prazer de ver o fogo arder.
Fátima Vilaça 22 de Julho de 2022 às 12:55
Incendiário
Incendiário FOTO: Getty Images

Um homem de 27 anos fica em prisão preventiva por suspeitas de 16 incêndios no espaço de um mês, em Ponte de Lima.

O suspeito foi detido na quinta-feira. O Tribunal de Viana de Castelo, decretou que ficará em prisão preventiva.

Esta semana cometeu novamente o crime e usava três carros diferentes para não levantar suspeitas, mas operava sempre da mesma forma. Utilizava lixo ou folhas secas para, com recurso a um isqueiro, pegar fogo à mata. Fazia-o apenas pelo prazer de ver o fogo arder.

O homem tem cadastro e já foi detido pelo menos três vezes pela PJ de Braga.

Já estava a ser vigiado e foi apanhado na sequência de dois incêndios que ateou na freguesia de Calvelo, Ponte de Lima.

No último mês tem praticado vários crimes relacionados com incêndios florestais. No passado dia 14 de junho pegou fogo 14 vezes na mesma freguesia.

O ano passado foi detido pela PJ por tentativa de homicídio e condenado a uma pena de cinco anos de prisão que acabou por ser suspensa.

Ponte de Lima PJ Braga crime lei e justiça acidentes e desastres incêndios crime polícia
Ver comentários