Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Espião deu dados de Dias Loureiro aos russos

Carvalhão Gil terá vendido informações cobertas pelo segredo de Estado durante cinco anos.
Duarte Faria 31 de Agosto de 2017 às 08:32
Dias Loureiro
Carvalhão Gil
Carvalhão Gil numa das imagens que publicou nas suas redes sociais das várias visitas a países do Leste europeu. Estava atualmente com uma cidadã da Geórgia
Dias Loureiro
Carvalhão Gil
Carvalhão Gil numa das imagens que publicou nas suas redes sociais das várias visitas a países do Leste europeu. Estava atualmente com uma cidadã da Geórgia
Dias Loureiro
Carvalhão Gil
Carvalhão Gil numa das imagens que publicou nas suas redes sociais das várias visitas a países do Leste europeu. Estava atualmente com uma cidadã da Geórgia
Antes de ser detido em Roma no ano passado, o antigo espião do Serviço de Informações de Segurança (SIS) Carvalhão Gil vendeu às secretas russas duas folhas manuscritas com informações sobre cinco portugueses, entre os quais Dias Loureiro, avança a ‘Sábado’. Os documentos foram anexados pelo Ministério Público no processo-crime contra o ex-espião, acusado de espionagem, violação de segredo de Estado e corrupção passiva e ativa. Durante cinco anos, Carvalhão Gil terá vendido informações cobertas pelo segredo de Estado a um espião russo.

Nos manuscritos incluídos pela acusação, além de dados pessoais e profissionais de Dias Loureiro, ex-ministro com a tutela do SIS, de 1991 a 1995, constam ainda informações sobre o atual diretor-adjunto das secretas portuguesas, Gil Vicente Ginja, a professora universitária Sónia Moreira Reis (antiga assessora do Sistema de Informações da República Portuguesa), o empresário Duarte d’Orey Manoel, conde de Seia, e o antigo ministro da Administração Interna Daniel Sanches (também diretor do SIS entre 1994 e 1997).
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)