Estripador não está no sistema

A impressão palmar de José Guedes foi inserida no programa AFIS da PJ – sistema que compara os pontos das impressões digitais com todos os que já existem nessa base de dados – e não houve correspondência. Assim, aumentam os indícios de que o operário de construção civil nunca cometeu algum crime investigado pela Judiciária, onde o autor tenha deixado vestígios.

12.01.12
  • partilhe
  • 0
  • +
Estripador não está no sistema
José Guedes está preso preventivamente no Estabelecimento Prisional de Aveiro. É suspeito da morte de uma mulher, Filipa Ferreira, em Aveiro Foto Direitos reservados

Entre outras, está inserida naquele sistema a impressão palmar do ‘estripador’ – deixada num pacote de leite junto ao corpo da última vítima – e não houve correspondência com a impressão de José Guedes.

Apesar de o processo do ‘estripador de Lisboa’ já estar fechado, esta comparação serviu para reforçar a convicção em vários sectores da PJ de que Guedes – que continua preso preventivamente por suspeitas de ter matado Filipa Ferreira, há 12 anos, em Aveiro – não foi o autor dos crimes que vitimaram prostitutas nos anos 90.

Não é liquido, no entanto, que possa ser pedido ao Laboratório de Polícia Científica o exame comparativo à impressão palmar. Está em causa a prescrição dos crimes, que não podem ser reabertos. Ainda assim, tal já aconteceu no caso Casa Pia – o processo tinha como base diversos crimes já prescritos, mas que serviram para criar certezas aos juízes.

Os três crimes cometidos em 1992 e 1993 acabaram por prescrever 15 anos depois. O autor dos homicídios, que vitimaram três mulheres, nunca foi encontrado. José Guedes confessou ter matado as prostitutas a um jornal, mas negou tudo ao juiz de instrução de Aveiro.

No Tribunal da Relação do Porto decorre ainda o recurso interposto pela defesa do operário de construção civil, que contesta a prisão preventiva daquele. A PJ investiga a ligação de Guedes a Aveiro, onde Filipa Ferreira foi assassinada.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!