Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Ex-comando executado com dois tiros de revólver em Almada

Vítima tinha mandado de captura por um crime militar.
Miguel Curado 27 de Agosto de 2017 às 01:30
Pedro Miguel Teixeira prestou serviço no regimento de Comandos do Exército
Local do homicídio e homenagens de amigos
Local do homicídio e homenagens de amigos
Pedro Miguel Teixeira prestou serviço no regimento de Comandos do Exército
Local do homicídio e homenagens de amigos
Local do homicídio e homenagens de amigos
Local do homicídio e homenagens de amigos
Local do homicídio e homenagens de amigos
Pedro Miguel Teixeira prestou serviço no regimento de Comandos do Exército
Local do homicídio e homenagens de amigos
Local do homicídio e homenagens de amigos
Pedro Miguel Teixeira prestou serviço no regimento de Comandos do Exército
Local do homicídio e homenagens de amigos
Local do homicídio e homenagens de amigos
Local do homicídio e homenagens de amigos
Local do homicídio e homenagens de amigos
Pedro Miguel Teixeira prestou serviço no regimento de Comandos do Exército
Local do homicídio e homenagens de amigos
Local do homicídio e homenagens de amigos
Pedro Miguel Teixeira prestou serviço no regimento de Comandos do Exército
Local do homicídio e homenagens de amigos
Local do homicídio e homenagens de amigos
Local do homicídio e homenagens de amigos
Local do homicídio e homenagens de amigos
Ao final da tarde de sexta-feira, várias pessoas viram Pedro Miguel Teixeira, um ex-comando de 26 anos, e outro homem envolvidos numa violenta discussão no centro do bairro Branco, no Monte de Caparica, Almada. Houve troca de agressões e o antigo militar foi ameaçado. Horas depois, já na madrugada de ontem, Pedro Miguel Teixeira era atingido com dois disparos de revólver: um na cabeça e outro no peito.

Enquanto o homicida fugia rapidamente do local, o ex-comando ainda teve forças para caminhar alguns metros, a sangrar, na rua da Bela Vista, onde ocorreram os disparos. Desmaiou à porta de um salão de cabeleireiro. Por essa altura, já a GNR tinha sido chamada, devido aos disparos. Uma patrulha do posto da Trafaria, com o apoio de uma equipa do INEM, ainda prestou assistência médica ao ex-militar, que acabou por não resistir aos ferimentos e morreu.
O cadáver foi levado do local pelos Bombeiros da Trafaria para a morgue do Hospital Garcia de Orta, onde será autopsiado. Só após esta diligência, o corpo será entregue à família.

Os inspetores da secção de homicídios da PJ de Setúbal foram chamados a investigar. Pedro Miguel Teixeira vivia com a mãe, dona de um café no Raposo, Almada, e com um irmão mais novo. O CM sabe que tinha a ficha criminal limpa, mas constava um mandado de captura contra ele no sistema informático policial, pela prática de um crime militar. Contactado para prestar mais informações sobre a natureza deste delito, o Estado-Maior do Exército remeteu resposta para segunda-feira. No bairro, era visto como uma pessoa calma, que não causava problemas. Tinha muitos amigos, com os quais conversava diariamente.

Coroa em homenagem a ‘General’ 
O CM presenciou ontem uma homenagem a Pedro Miguel Teixeira. Um homem, que não quis prestar qualquer declaração, saiu de um Mercedes de matrícula inglesa. Nas mãos transportava uma coroa de flores, com uma fotografia a preto e branco da vítima do crime. Um pequeno bilhete, manuscrito, recordava ‘General’ (alcunha do ex-militar abatido com dois tiros de revólver, ontem de madrugada no Monte de Caparica). "Descansa em paz, meu anjinho. Eterna saudade." Era esta a mensagem transcrita no bilhete, que foi colocado junto das flores, depositadas em cima de um posto elétrico da EDP. Terá sido perto deste local que Pedro Miguel Teixeira tombou após ter sido atingido com dois tiros. 

Solidariedade nas redes sociais e nas ruas do bairro para com Pedro Miguel Teixeira
Nas horas que se seguiram à morte de Pedro Miguel Teixeira, de 26 anos, as redes sociais foram palco de inúmeras homenagens ao militar. Amigos usaram o Facebook para lamentar a forma brutal como o ex-comando perdeu a vida, pedindo justiça às autoridades policiais. ‘General’ foi ainda homenageado, mesmo que em simples conversas, nas ruas do bairro.

Trânsito cortado na rua
A circulação automóvel na rua da Bela Vista, palco do homicídio, esteve cortada duas horas.

Familiares chamados
A mãe e o irmão do jovem ex-comando e outros familiares foram chamados ao local da morte do jovem.

Depoimentos fracos
A PJ não terá recolhido muita informação nos depoimentos feitos no local do homicídio.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)