FÁTIMA LUCROU 8 MILHÕES

O Santuário de Fátima registou no ano passado um saldo positivo de 8,4 milhões de euros, apesar de ter sofrido uma quebra de receitas de quase dois milhões de euros, em comparação com o ano anterior. As contas foram reveladas ontem, durante a missa da peregrinação internacional aniversária, presidida pelo bispo de Leiria-Fátima, D. Serafim Ferreira e Silva, e a que assistiram 40 mil peregrinos.
14.06.04
FÁTIMA LUCROU 8 MILHÕES
Os peregrinos que assistiam à missa no altar do recinto ficaram a saber o destino dado pelo Santuário às verbas obtidas no ano passado Foto Carlos Ferreira
Como é habitual desde Junho de 2000, o "Resumo das Contas" foi lido pelo secretário do Serviço de Administração do Santuário de Fátima.
A mais parte das receitas obtidas em 2003, no total de 17,7 milhões de euros, corresponde às ofertas deixadas pelos peregrinos, no valor de 8,7 milhões de euros. Em receitas financeiras, o santuário obteve quase quatro milhões de euros. As actividades comerciais e as rendas de prédios urbanos geraram 1,1 milhões de euros de receitas.
No que diz respeito às despesas, no total de 9,2 milhões de euros, o "Serviço de Administração" é o mais gastador (3,8 milhões), pois inclui o pagamento dos salários, a aquisição de imóveis e equipamentos e a distribuição de donativos a instituições religiosas e de caridade e à estrutura da Igreja em Portugal.
O "Serviço de Ambiente e Construções" teve também uma despesa elevada, de 2,4 milhões de euros, com as obras de construção da nova basílica e outras realizadas nas imediações do recinto. No ano anterior, a despesa deste serviço foi muito inferior, totalizando 833 mil euros. Na "Promoção e preservação do ambiente" foram gastos 275 mil euros.
De referir ainda que o Santuário de Fátima ofereceu aos doentes, em alojamento, o equivalente a 195 mil euros. Este serviço gerou ainda uma despesa de 1,1 milhões de euros.
BLOCO DE NOTAS
CONTAS PÚBLICAS
“As contas são públicas e os peregrinos podem pedir cópias se quiserem”, disse o bispo de Leiria-Fátima quando o secretário do Serviço de Administração do Santuário acabou a leitura.
RECEITAS SUBIRAM
O Santuário de Fátima registou um aumento do “saldo geral” entre 2002 e o ano passado no valor de 71 513 euros. Se compararmos o ano passado com 2000, a diferença é ainda maior (3,6 milhões).
OFERTAS MANTÊM-SE
A receita recorde das ofertas, desde que as contas são reveladas, foi obtida em 2002 e totalizou 9,9 milhões de euros. Nos outros anos variou entre 8,3 milhões em 2000, e 8,7 milhões no ano passado.
DECISÃO DO BISPO
Foi há quatro anos, poucos dias do Papa João Paulo II se deslocar a Fátima pela terceira vez, que o bispo de Leiria-Fátima decidiu dar a conhecer aos peregrinos as contas do Santuário.
AUTONOMIA
A contabilidade é feita pelo Serviço de Administração, que é um dos onze da orgânica do Santuário. Integra três sacerdotes e dois leigos e tem autonomia em relação à Reitoria. Há ainda serviços de Alojamento, Pastoral Litúrgica, Peregrinos, Doentes, Ambiente e Construções, Associações, Estudos e Difusão, Promoção e Preservação do Ambiente, Peregrinações aniversárias e a Reitoria.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!