Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Fogo em prédio obriga a retirar 50 pessoas

Chamas nas traseiras de edifício com 13 pisos destruíram fachada de prédio em Loures.
João Tavares 2 de Agosto de 2017 às 09:03
Bombeiros precisaram de uma grua para acederem ao terraço, onde teve início o incêndio
Coluna de fumo invadiu toda a fachada do prédio
Chamas consumiram edifício em Sacavém
Chamas consumiram edifício em Sacavém
Chamas consumiram edifício em Sacavém
Chamas consumiram edifício em Sacavém
Moradores retirados devido a fogo que consumiu prédio em Sacavém
Bombeiros precisaram de uma grua para acederem ao terraço, onde teve início o incêndio
Coluna de fumo invadiu toda a fachada do prédio
Chamas consumiram edifício em Sacavém
Chamas consumiram edifício em Sacavém
Chamas consumiram edifício em Sacavém
Chamas consumiram edifício em Sacavém
Moradores retirados devido a fogo que consumiu prédio em Sacavém
Bombeiros precisaram de uma grua para acederem ao terraço, onde teve início o incêndio
Coluna de fumo invadiu toda a fachada do prédio
Chamas consumiram edifício em Sacavém
Chamas consumiram edifício em Sacavém
Chamas consumiram edifício em Sacavém
Chamas consumiram edifício em Sacavém
Moradores retirados devido a fogo que consumiu prédio em Sacavém
O relógio marcava 11h30 quando vários murros na porta de casa chamaram a atenção de Maria José. A moradora de um prédio na Quinta do Património, em Sacavém, Loures, mal abriu a porta deparou-se com uma nuvem espessa de fumo preto nas escadas. "Fechei a porta, disse ao meu marido para se vestir e saímos com medo do fogo", diz ao CM.

Maria José e o marido foram apenas dois dos 50 moradores que foram retirados pelas autoridades do interior do edifício de 13 pisos, ontem, depois de ter sido detetado um fogo nas traseiras do prédio. O incêndio teve início junto a uma cobertura instalada num terraço do piso mais baixo. As chamas cresceram e pintaram de preto toda a fachada do prédio. Os estores do último andar derreteram mesmo devido às altas temperaturas que se geraram.

Com o quartel a 150 metros de distância, os Bombeiros de Sacavém foram rápidos a chegar ao local. Em meia hora já tinham dominado as chamas, depois de acederem ao terraço através de uma grua. Depois, abriram algumas janelas – e partiram outras – para procederem à ventilação do prédio.

Na frente do edifício, quatro pessoas retiradas foram assistidas pelos elementos dos bombeiros, mas não foi necessário o transporte ao hospital.

Bombeiros e PSP começaram a inspecionar o prédio casa a casa, acompanhados dos proprietários, para que assim pudessem fazer uma primeira avaliação dos estragos. Só pelas 15h00 os moradores tiveram autorização para regressar a casa. As autoridades investigam as causas do incêndio.

Pormenores 
27 elementos
Nos trabalhos de socorro às vítimas e no combate às chamas estiveram 27 elementos, entre bombeiros da corporação de Sacavém, PSP e também equipas médicas do INEM.

Clínica evacuada
No rés do chão do imóvel atingido pelo fogo situa-se uma clínica de reabilitação e fisioterapia, de onde também foram retirados os funcionários e alguns pacientes que lá se encontravam.

Animais salvos
A cadela ‘Lassie’ era apenas um dos animais de estimação que estava nas 48 casas que compõem o prédio. Foi salva pelo dono, que na altura estava a trabalhar. Nenhum animal ficou ferido.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)