Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Foguete explode e atinge homem

Segundo caso em dois dias, nas celebrações no Alto Minho.
Silvana Araújo Cunha 29 de Março de 2016 às 17:04
Foguete rebentou nas mãos da vítima, que anunciava a saída do compasso
Foguete rebentou nas mãos da vítima, que anunciava a saída do compasso FOTO: Carlos Rocha
André Fernandes, de 47 anos, preparava-se para lançar o foguete que assinalaria a saída do compasso pascal da igreja de Podame, em Monção, quando o acidente aconteceu. O explosivo rebentou ainda nas mãos do homem, provocando-lhe ferimentos graves não só nas mãos, como na face, na domingo de manhã.

"Vim abrir a porta porque a minha casa é a primeira a receber a cruz, mas eles nunca mais chegavam. Vi muita confusão, até fiquei em pânico", contou ao CM uma moradora do lugar da Igreja, onde o acidente aconteceu, pouco antes das 11h00. Fonte da GNR de Monção, que esteve no local, acrescentou ao CM que "a segurança e legalidade do lançamento do foguete em questão estão a ser averiguadas". A vítima, que foi atingida com mais impacto de um dos lados da cara, sofrendo lesões num ouvido que no domingo ainda estavam a ser avaliadas, foi transportada pelos Bombeiros de Monção – no local esteve também a equipa médica da viatura de suporte imediato de vida - para o hospital de Braga, em estado considerado grave.

Este foi o segundo acidente com foguetes que ocorreu em apenas dois dias durante as celebrações pascais no Alto Minho. No sábado, na freguesia de Deão, em Viana do Castelo, um outro homem, António Rocha, de 40 anos, ficou em estado muito grave na sequência do rebentamento de foguete que lançava para anunciar a missa noturna do Sábado de Aleluia. Neste caso, a vítima foi transportada ao Hospital de São João, no Porto, onde na segunda-feira permanecia.

foguete homem explosão Páscoa Alto Minho André Fernandes
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)