Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Garraiada fora do cartaz da Queima de Coimbra

Divisão entre estudantes leva a que a festa taurina seja realizada à margem dos festejos oficiais.
Paula Gonçalves e Manuel Jorge Bento 4 de Maio de 2018 às 08:20
Cortejo académico na Queima das Fitas de Coimbra
Cortejo académico na Queima das Fitas de Coimbra FOTO: Ricardo Almeida
A polémica em torno da realização da garraiada da Queima das Fitas de Coimbra levou a que a tradicional festa taurina não esteja incluída no cartaz oficial da festa. No entanto, vai haver mesmo garraiada, amanhã, na Figueira da Foz, organizada pelo movimento Coimbra dos Estudantes.

As celebrações oficiais da festa académica iniciaram-se ao início da madrugada de hoje, com a tradicional serenata monumental na Sé Velha.

O cortejo dos finalistas, no domingo, ficará marcado por um apelo ao consumo responsável de bebidas alcoólicas e também serão instalados sanitários ao longo do percurso. Numa edição marcada por questões ambientais, vão ser distribuídos copos reutilizáveis em substituição dos copos de plástico para combater o desperdício na praça da Canção, onde decorrem os espetáculos.

O programa de concertos tem início esta sexta-feira, com Seu Jorge, e prolonga-se até dia 11. Pelo palco passam nomes como Xutos & Pontapés (amanhã), Mundo Segundo com Sam The Kid (7) e Daniela Mercury (11).

Mais a norte, o Queimódromo, junto ao Parque da Cidade, acolhe entre amanhã e dia 12 a Queima das Fitas do Porto. São esperadas 300 mil pessoas e vão estar no terreno 130 elementos de segurança privada e 100 agentes da PSP.

As linhas azul e amarela do metro vão circular ininterruptamente nas noites de sábado para domingo e de terça para quarta-feira. Já a STCP tem ‘vaivéns’ a partir da Trindade e do São João até ao Queimódromo, e a CP tem bilhetes de ida e volta nos comboios urbanos: custam 2 euros.
Ver comentários