Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Gémeos sobrevivem após uma hora de luta no mar

Irmãos, de 52 anos, agarraram-se à embarcação que se virou várias vezes nas águas.
Patrícia Lima Leitão e Bruna Sousa 12 de Abril de 2018 às 08:53
Pescadores foram resgatados
Embarcação arrastada contra as rochas
Pescadores foram resgatados
Embarcação arrastada contra as rochas
Pescadores foram resgatados
Embarcação arrastada contra as rochas
Carlos e José Serrão, irmãos gémeos de 52 anos, estiveram esta quarta-feira durante uma hora a lutar pela vida, sob forte agitação marítima, a 500 metros da costa - a praia da Senhora da Guia, em Vila do Conde. A embarcação de recreio em que seguiam, na pesca de robalo, naufragou e virou-se várias vezes. Os irmãos agarraram-se ao barco para sobreviverem até serem resgatados, às 12h50, por uma lancha salva-vidas do Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) da Póvoa de Varzim.

A embarcação 'Gémeos' naufragou às 11h50 mas o alerta à Polícia Marítima só chegou 20 minutos depois. "Uma mulher estrangeira veio pedir-me ajuda quando viu os homens aflitos. Fomos a correr ao ISN aqui ao lado, mas não estava ninguém", contou uma testemunha, que não se quis identificar. Marques Coelho, capitão do Porto da Póvoa de Varzim/Vila do Conde explicou que, a essa hora, o operador de Vila do Conde estava a almoçar. O alerta foi então dado via 112. "A Estação Salva-Vidas da zona tem dois edifícios e os meios estavam na Póvoa de Varzim, que é de onde saem sempre os meios que são acionados", referiu.

Os irmãos estavam equipados com coletes. "Os coletes salvaram-lhes a vida. Sem eles, não se mantinham à superfície, mantiveram-se algum tempo em cima do barco, mas as ondas fortes estavam sempre a atirá- -los para o mar", frisou.

Moradores nas Caxinas, Carlos e José têm o hábito pescar juntos. Foram hospitalizados, mas livres de perigo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)