Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Guru das viagens portuguesa morre no México

Turista portuguesa, de 23 anos, sofre queda fatal em cascata.
Inês Barradas Freire e Cláudia Machado 8 de Julho de 2021 às 01:30
Erika Liane
Erika Liane
Erika Liane
Erika Liane
Erika Liane
Erika Liane
Erika Liane
Erika Liane
Erika Liane
Érica Liane Tavares, de 23 anos e natural de Almada, revelava nas redes sociais ser amante de aventuras, ao mostrar ao mundo todos os detalhes das viagens que fazia regularmente.

Foi numa dessas viagens que acabou por perder a vida, depois de ter caído nas cascatas de Água Azul, em Chiapa, México, no domingo. O corpo da turista portuguesa foi encontrado na terça-feira.

Seguida por mais de 1 4 mil pessoas na rede social Instagram, a jovem mostrava os lugares mais bonitos e remotos que visitava “à procura do significado do amor”. Entre os países que visitou estão a Islândia, a Tailândia e os Emirados Árabes Unidos.

A turista portuguesa viajou com o namorado, Johans Aigner, de 24 anos e origem alemã, até ao México para visitar locais como San Cristobal de Las Casas, Palenque, Água Azul e outros locais turísticos. Há quatro dias contava, no Instagram, “ter sido convidada para uma festa mexicana”.

“Foi uma das experiências mais inspiradoras que consegui no México”, descreveu Érica, que tinha também lançado recentemente uma série de documentários online sobre diferentes culturas.

Durante o passeio às cascatas, Érica escorregou nas pedras e caiu para um charco com cerca oito metros de profundidade, numa altura em que chovia abundantemente. O corpo da jovem foi encontrado preso nas rochas. Vai ser autopsiado no México e, posteriormente, cremado, devido à Covid-19, para ser entregue à família, que vive em Portugal.



Liane Tavares México Chiapa Almada Instagram Água Azul questões sociais demografia emigrantes
Ver comentários