Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Homem julgado por matar filho que o roubava

Os dois discutiram e o arguido foi buscar uma caçadeira que guardava em casa, sem registo. Caso ocorreu em Sesimbra.
Miguel Curado 5 de Janeiro de 2019 às 09:51
Casa e local do homicídio
Casa e local do homicídio
Casa e local do homicídio
Casa e local do homicídio
Casa e local do homicídio
Casa e local do homicídio
Casa e local do homicídio
Casa e local do homicídio
Casa e local do homicídio
Vítor Panão, o homem de 61 anos que a 7 de junho de 2018 matou com um disparo de caçadeira o filho, Nuno, na casa onde ambos residiam em Azoia, Sesimbra, foi acusado pelo Ministério Público de homicídio qualificado e posse de arma ilegal.

Segundo a acusação, a vítima terá por várias vezes furtado objetos ao pai do interior da casa onde ambos residiam. No dia do crime, e quando viu o portão da garagem aberto, Vítor Panão questionou o filho.

Os dois discutiram e o arguido foi buscar uma caçadeira que guardava em casa, sem registo. Municiou-a com três cartuchos e disparou na direção da cabeça do filho.

Nuno Panão teve morte imediata.

O homicida entregou-se e, desde então, nunca terá mostrado arrependimento por ter morto o filho.
Ver comentários