Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

IKEA aumenta salário de entrada dos trabalhadores para 700 euros

Empresa pretencente ao Grupo Ingka emprega cerca de 2500 colaboradores.
Lusa 23 de Janeiro de 2020 às 15:29
Ikea
Ikea FOTO: Getty Images
A IKEA aumentou o salário de entrada para trabalhadores a tempo inteiro de 650 euros para 700 euros brutos mensais, acima do salário mínimo nacional (635 euros), anunciou esta quinta-feira a cadeia de venda de mobiliário.

Em comunicado, a IKEA refere que, este ano, "o salário de entrada, para colaboradores a tempo inteiro, em todas as lojas no país, é agora aumentado de 650 euros para 700 euros brutos mensais -- um valor superior ao salário mínimo estipulado por lei e ao qual é adicionado o subsídio de alimentação, entre outros subsídios e benefícios".

"Esta é mais uma das formas de reconhecermos e retribuirmos o seu compromisso [dos trabalhadores], especialmente dos que estão nos escalões de entrada na empresa. Esta decisão vem no seguimento da nossa estratégia de posicionar a IKEA como um dos melhores empregadores globais", afirma Cláudio Valente, People & Culture Manager da IKEA Portugal.

A IKEA Portugal, pertencente ao Grupo Ingka, entrou no país em 2004 com a abertura da IKEA Alfragide e tem cinco lojas (Alfragide, Loures, Loulé, Matosinhos e Braga), uma plataforma de venda 'online', dois estúdios de planificação (Seixal e Sintra) e vários pontos de recolha de encomendas.

No total, a IKEA Portugal emprega cerca de 2.500 colaboradores.

IKEA trabalho salários
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)