Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Judiciária apanha ‘rei da heroína’

Detido tinha 10,5 quilos de droga pura em casa.
Miguel Curado 7 de Agosto de 2015 às 13:37
Após selecionar diversos fornecedores de heroína na cidade de Lisboa, a Polícia Judiciária identificou um dos maiores. Um homem de 40 anos, que abastecia muitos dos vendedores de rua da capital.
Após selecionar diversos fornecedores de heroína na cidade de Lisboa, a Polícia Judiciária identificou um dos maiores. Um homem de 40 anos, que abastecia muitos dos vendedores de rua da capital. FOTO: Pedro Catarino
O cerco ao traficante foi montado há seis meses. Após selecionar diversos fornecedores de heroína na cidade de Lisboa, a Polícia Judiciária identificou um dos maiores. Um homem de 40 anos, que abastecia muitos dos vendedores de rua da capital.

O suspeito foi preso quarta-feira. Uma brigada da Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes apreendeu-lhe 10,5 quilos de heroína num local de armazenamento. Cerca de 60% a 70% desta droga tinha elevado grau de pureza, o que lhe permitia ser multiplicada por três ou quatro vezes. Fonte policial disse ao CM que a droga tinha um valor de mercado de 270 mil euros, mas uma vez nas ruas poderia chegar facilmente a um milhão de euros.

O detido guardava ainda 11 250 euros e vários telemóveis. Solteiro, vivia sozinho e em exclusivo do lucro da droga. Já tinha estado preso por crimes ligados ao tráfico de droga. O suspeito tinha o cuidado de fechar os negócios longe de casa, em locais públicos.

Há registo de que também fornecia locais de diversão noturna.

judiciária apanhar deter prender preso detido rei heroína Lisboa droga