Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Onze mulheres morreram vítimas de violência doméstica em 2019. Conheça os casos

Crime mais mediático remonta a 5 de fevereiro. Um homem matou a sogra e a filha bebé no Seixal.
18 de Fevereiro de 2019 às 14:10
Violência doméstica
Violência doméstico
Violência doméstica
Violência doméstica
Violência doméstico
Violência doméstica
Violência doméstica
Violência doméstico
Violência doméstica
Onze, é o número de mulheres que morreram desde 1 de janeiro de 2019 vítimas de violência doméstica. Este domingo uma mulher foi morta a tiro pelas costas pelo ex-companheiro.

Ana Maria Silva, tinha 53 anos, é a última vítima mortal de violência doméstica em 2019 (até ao momento da publicação desta peça).

A mulher foi morta a tiro pelo ex-companheiro enquanto abandonava uma discoteca na Golegã, em Santarém, com um homem.



Em 2019, os casos de maridos e namorados que mataram as companheiras e ex-companheiras sucedem-se. 

O primeiro caso remonta a 5 de janeiro. Lúcia Rodrigues foi atacada pelo marido, um caçador, por ciúmes doentios.

O crime mais mediático desde o início de 2019 aconteceu a 5 de fevereiro no Seixal. Um homem matou a sogra e a filha bebé antes de se suicidar.

A 11 de fevereiro, morreu o primeiro homem vítima de violência doméstica em 2019. Fernando Cruz foi assassinado pelo namorado que lhe arrancou dentes e unhas.

Conheça caso a caso.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)