Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

"Solidariedade com as vítimas e familiares": Marcelo no local da tragédia na Madeira

Presidente da República está no Caniço para prestar solidariedade ao povo madeirense.
19 de Abril de 2019 às 13:16
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
Marcelo Rebelo de Sousa  no local da tragédia na Madeira
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, já chegou à Madeira onde aconteceu a tragédia no Caniço que matou 29 pessoas na sequência de um acidente de autocarro. 

"A primeira palavra é de solidariedade relativamente aos familiares das vítimas e às vítimas que estão a ser assistidas. Em segundo lugar, de agradecimentos a todos aqueles que, de uma forma tão competente, que deram o seu contributo. E também a todas as pessoas", disse Marcelo, à chegada ao local da tragédia.

"Estes dias são muito densos. Devemos respeitar os sentimentos das famílias das vítimas", concluiu, referindo que o seu homólogo alemão, Frank-Walter Steinmeier, lhe agradeceu, em nome do povo alemão, "a forma excecional como nos momentos imediatos - em menos de uma hora e depois ao longo destes dias - houve uma preocupação de acolher, apoiar, tratar, cuidar" das vítimas do acidente.

"E a terceira e última palavra, é naturalmente de determinação. Vamos olhar para o futuro, irei estar com os feridos, irei estar com aqueles que estavam também [no momento do aciente] e que não foram atingidos", salientou Marcelo Rebelo de Sousa, acrescentando que alguns elementos do grupo querem permanecer na Madeira, "e não querem regressar ao seu país de imediato".

"Chocado com o trágico acidente"

Numa nota divulgada, Marcelo declarou-se "chocado com o trágico acidente do autocarro na Madeira" e apresentou "as mais sentidas condolências às famílias das vítimas mortais e deseja rápidas melhoras a todos os feridos".

Na mesma nota, a Presidência da República informou que "o chefe de Estado enviou igualmente uma mensagem ao seu congénere alemão, Frank-Walter Steinmeier, sublinhando que, neste momento em que Portugal e a Alemanha estão unidos por uma dor comum, lhe transmitiu em nome do povo português e no seu próprio, a expressão deste profundo pesar".

O Presidente da República manifestou também "solidariedade em relação ao povo madeirense, às suas autoridades em geral" e deixou "uma palavra de apoio àqueles que têm trabalhado para enfrentar esta situação" e "uma palavra dirigida ao futuro".

"Este é um momento muito difícil, um momento de pesar, mas é um momento também de se olhar para o futuro da Madeira, e olhar para o futuro das relações da Madeira, que é uma região autónoma aberta a todo o mundo, com esse outro mundo", considerou, nas declarações à RTP.

Segundo Marcelo Rebelo de Sousa, "aquilo que aconteceu e que cala fundo no coração de todos os portugueses não pode de algum modo ensombrar aquilo que tem sido o contributo da Madeira nessa abertura ao mundo".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)