Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Maternidade Alfredo da Costa ofereceu 500 euros por hora a anestesistas

Nem quantia oferecida impediu que a MAC encerrasse na véspera e dia de Natal.
26 de Dezembro de 2018 às 15:52
Maternidade Alfredo da Costa
Maternidade Alfredo da Costa
Dos quatro serviços de urgência de ginecologia apenas três iriam funcionar
Maternidade Alfredo da Costa
Maternidade Alfredo da Costa
Dos quatro serviços de urgência de ginecologia apenas três iriam funcionar
Maternidade Alfredo da Costa
Maternidade Alfredo da Costa
Dos quatro serviços de urgência de ginecologia apenas três iriam funcionar
A Maternidade Alfredo da Costa encerrou esta segunda e terça-feira, véspera e dia de Natal, devido a falta de anestesistas. Todas as grávidas da zona de Lisboa foram reencaminhadas para outros hospitais da cidade à exceção das que já se encontravam internadas. 

Apenas um anestesista estava de serviço para atender as que ficaram e levar a cabo os partos. Segundo a SIC Notícias, a maternidade ofereceu 500 euros por horas para preencher as vagas de anestesistas para estes dois dias, mas nem assim houve candidatos. 

A responsável pela área materno-fetal da maior maternidade do país explicava esta segunda-feira: "Está escalado só um anestesista. É um bom anestesista, experiente, mas que não se pode dividir. Por isso, não podemos arriscar, em termos de segurança". 
Maternidade Alfredo da Costa Natal Lisboa política saúde
Ver comentários