Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Mentira de menor de 12 anos safa pedófilo cadastrado

Homem volta a ter pulseira eletrónica após abuso sexual.
Liliana Rodrigues 28 de Fevereiro de 2019 às 08:44
Rapariga
Rapariga
Rapariga
Tribunal de Guimarães
Rapariga
Rapariga
Rapariga
Tribunal de Guimarães
Rapariga
Rapariga
Rapariga
Tribunal de Guimarães
O arrependimento do jovem cadastrado, de 20 anos, aliado ao facto de a vítima, de 12, ter admitido ter mentido sempre sobre a idade que tinha ao arguido, nas conversas que mantiveram na rede social Facebook, levou o juiz de instrução criminal de Guimarães a dar uma nova oportunidade ao arguido, indiciado por abuso sexual de menor e pornografia infantil.

O homem vai continuar em casa com pulseira eletrónica, depois de ter fugido da habitação, quando estava em prisão domiciliária devido a roubos.

Ao que o CM apurou, alegou estar perdidamente apaixonado pela menina e ter fugido, dormindo dois dias ao relento e sem dinheiro, só para poder ver a "namorada", de longe, a chegar à escola.

Ao juiz, admitiu ter mantido relações sexuais com a menor.
Guimarães Facebook juiz questões sociais crime lei e justiça crime
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)