Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Ministra da Saúde chama autarca de Viseu e hospital para analisar situação da oncologia

Presidente da Câmara de Tondela já exigiu ao Governo uma "resposta urgente" à falta de cuidados oncológicos.
14 de Junho de 2019 às 10:02
Marta Temido, ministra da Saúde
Marta Temido, ministra da Saúde
Marta Temido, ministra da Saúde
Marta Temido, ministra da Saúde
Marta Temido, ministra da Saúde
Marta Temido, ministra da Saúde
Marta Temido, ministra da Saúde
Marta Temido, ministra da Saúde
Marta Temido, ministra da Saúde
A ministra da Saúde vai esta sexta-feira reunir-se com o presidente da câmara de Viseu e com a administração do Centro Hospitalar Tondela-Viseu para analisar a situação da oncologia, após alertas de sindicatos e da Ordem dos Médicos.

Segundo disse à agência Lusa fonte oficial do gabinete da ministra Marta Temido, a reunião acontece esta sexta-feira pelas 12h00 no Ministério da Saúde, em Lisboa.

A reunião juntará, além da ministra da Saúde, o presidente da Câmara Municipal de Viseu, o presidente do Centro Hospitalar Tondela-Viseu e a presidente da Administração Regional de Saúde do Centro.

Na terça-feira, sindicatos médicos e a Ordem dos Médicos avisaram que o serviço de oncologia do Centro Hospitalar Tondela - Viseu (CHTV) está em rutura e a cirurgia oncológica naquela unidade também está em risco.

Em comunicado conjunto, o Sindicato dos Médicos da Zona Centro, o Sindicato Independente dos Médicos e a secção regional do Centro da Ordem dos Médicos referem que a situação atingiu "o ponto de rutura e que os colegas oncologistas assumem a incapacidade de garantir a consulta e tratamentos de quimioterapia para novos doentes".

Esta situação, que já era "previsível desde há vários meses, levou a que, nas últimas semanas, os doentes com necessidade de iniciar quimioterapia estejam em suspenso à espera de uma solução", contam, explicando que a quimioterapia "tem uma janela limite de eficácia".

Segundo as estruturas representativas dos médicos, "a consulta de decisão multidisciplinar e uma terapêutica integrada dentro da mesma instituição são pressupostos de qualidade" na abordagem do doente oncológico.

O presidente da Câmara Municipal de Tondela já exigiu ao Governo uma "resposta urgente" à falta de cuidados oncológicos no Centro Hospitalar.

Entretanto, o Centro Hospitalar anunciou que os doentes oncológicos da região de Viseu vão passar a receber tratamento no IPO de Coimbra e em julho será contratado um médico, em regime de prestação de serviços.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)