Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Covilhã: morre quando ia para o trabalho

Despiste, seguido de colisão, faz um morto e um ferido.
Alexandre Salgueiro 7 de Novembro de 2015 às 16:47
A EN18 esteve cortada ao trânsito toda a manhã. Tiago Sousa, de 30 anos, não sobreviveu ao embate. Médica, de 30 anos, ficou ferida e teve de ser desencarcerada
A EN18 esteve cortada ao trânsito toda a manhã. Tiago Sousa, de 30 anos, não sobreviveu ao embate. Médica, de 30 anos, ficou ferida e teve de ser desencarcerada FOTO: Edgar Martins
Piso molhado, óleo na via e imprudência dos condutores terão estado, segundo fonte ligada à investigação, na origem de uma colisão entre dois ligeiros, esta sexta-feira às 08h50, na EN18 entre a aldeia de Orjais e a Covilhã, que resultou na morte de um dos condutores.

Tiago Sousa, de 30 anos, deslocava-se para a Universidade da Beira Interior, onde trabalhava no departamento de Relações Internacionais, quando perdeu o controlo do carro ao fazer uma curva na zona da Quinta da Mourata. A viatura atravessou-se na faixa contrária e foi abalroada de forma violenta por um veículo que seguia no sentido oposto. Tiago teve morte imediata.

A condutora do outro carro, uma médica de 30 anos, teve de ser desencarcerada para poder ser estabilizada e transportada para o Hospital da Covilhã, onde continua internada. "O seu estado é considerado grave, mas está a recuperar bem e não corre risco de vida", adiantou ao CM fonte hospitalar.

O trânsito na EN18, entre Orjais e o Alto da Sr.ª do Carmo, esteve cortado toda a manhã.
EN18 Orjais Covilhã Tiago Sousa Universidade da Beira Interior Hospital da Covilhã acidente rodoviário morte
Ver comentários