Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Morreu o jornalista António Loja Neves

Jornalista, escritor e realizador de cinema morreu no domingo aos 65 anos, em Lisboa.
Lusa 28 de Maio de 2018 às 15:25
António Loja Neves
António Loja Neves FOTO: Getty Images
O jornalista, escritor e realizador de cinema António Loja Neves morreu no domingo aos 65 anos, em Lisboa, na sequência de um enfarte, disse à agência Lusa fonte familiar.

Nascido na Madeira em 1953, António Loja Neves era jornalista do semanário Expresso há mais de trinta anos, tendo trabalhado também na área do cinema, em programação, realização, em festivais ou como júri.

Prémio Revelação de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores em 2001, pelo livro "Barcos, íntimas marcas", António Loja Neves lançou recentemente, com Margarida Neves Pereira, o livro "Arménia: Povo e identidade", pela Tinta-da-China.

Em Portugal, ainda passou pelo curso de Medicina, antes de se envolver na luta anticolonial e contra a ditadura. A cinefilia falou mais alto e António Loja Neves acabou por se licenciar em realização pela Escola Superior de Teatro e Cinema.

Esteve na fundação da Federação Portuguesa de Cineclubes, da Apordoc - Associação Pelo Documentário e do Panorama - Festival do Documentário Português, foi coorganizador dos Encontros Internacionais de Cinema de Cabo Verde e comissariou mostras de filmes lusófonos em vários países, do Brasil a Moçambique.

António Loja Neves foi ainda diretor da revista Cinearma, passou pela Cinema Português e pelo semanário África.

Realizou os documentários "Ínsula" (1993) e "O silêncio" (1999) com José Alves Pereira.
Madeira escritor António Loja Neves
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)