Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

MP pede 18 anos de prisão para homicida da ex-namorada no Fundão

João Silva matou Vera Lopes com 85 facadas, em casa desta, em março de 2018.
7 de Março de 2019 às 17:31
João Silva julgado por esfaquear a ex-namorada no Fundão
João Silva julgado por esfaquear a ex-namorada no Fundão
João Silva julgado por esfaquear a ex-namorada no Fundão
João Silva julgado por esfaquear a ex-namorada no Fundão
João Silva julgado por esfaquear a ex-namorada no Fundão
João Silva julgado por esfaquear a ex-namorada no Fundão
João Silva julgado por esfaquear a ex-namorada no Fundão
João Silva julgado por esfaquear a ex-namorada no Fundão
João Silva julgado por esfaquear a ex-namorada no Fundão
O Ministério Público pediu esta quinta-feira uma pena de 18 anos de prisão para João Silva, o homem acusado de assassinar Vera Lopes, sua ex-namorada, na aldeia de Aldeia Nova do Cabo , no Fundão.

Nas alegações finais, que decorreram esta quinta-feira no Tribunal de Castelo Branco, a defesa do homicida confesso alegou que este agiu sob um "surto psicótico" e pediu que o crime fosse considerado homicídio privilegiado, punido com uma pena não superior a cinco anos.

A sentença vai ser conhecida no Tribunal de Castelo Branco, no próximo dia 14 de março.

Vera Lopes foi assassinada em casa, onde estava um dos seus três filhos menores, depois de ter pedido a João Silva que ali se deslocasse para discutirem o fim da relação entre ambos, que durou três anos. A vítima foi atingida com pelo menos 85 facadas em várias partes do corpo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)