Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Obriga a mulher a ter sexo com outros e filma

Durante vários anos, obrigou a mulher a manter relações sexuais com ele e com terceiros, mediante o pagamento de dinheiro, actos que filmava, ameaçando-a com recurso a armas de fogo e usando de força física. A Polícia Judiciária (PJ) pôs fim ao calvário da vítima, detendo na zona de Vila Nova de Gaia o empresário, a quem são imputados os crimes de violência doméstica, violação e lenocínio, entre outros, na posse de um arsenal.
7 de Janeiro de 2011 às 15:41
Mulher era coagida com armas de fogo e com recurso a força física
Mulher era coagida com armas de fogo e com recurso a força física FOTO: João Cortesão

Em comunicado, a PJ adianta que “o arguido, de alguns anos a esta parte, através de ameaças à integridade física e de morte, com armas de fogo, e usando de força física, terá vindo a exercer continuada violência doméstica e a constranger uma sua familiar muito próxima a manter relações sexuais, com ele e com terceiros, mediante pagamento de dinheiro”.

“O mesmo controlaria a vida diária da vítima, filmando as relações sexuais consigo e com terceiros, por ele escolhidos, e coagindo-a e intimidando-a constantemente para que não o abandonasse”, continua a mesma nota.

No decurso das investigações, a PJ apreendeu várias armas em situação ilegal, além de dois computadores portáteis e diversos objectos e suportes audiovisuais de cariz sexual.

O arguido, de 47 anos, vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coacção.

vila nova de gaia empresário violação lenocínio mulher polícia judiciária
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)