Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Pancadaria na Junta

Terminou à pancada a Assembleia de Freguesia de Silvalde, em Espinho, anteontem à noite. Cerca da meia-noite, Abel Gonçalves, candidato socialista e actual presidente da junta, e João Passos, membro do PSD da Assembleia Municipal de Espinho, envolveram-se em agressões mútuas, em plena sede da junta. A PSP foi chamada ao local e ambos ponderam avançar com queixas na Justiça.
12 de Setembro de 2009 às 00:30
Abel Gonçalves diz ter sido agredido e mostra o ferimento nas costas
Abel Gonçalves diz ter sido agredido e mostra o ferimento nas costas FOTO: Nuno Neves

Em causa estava a acta da reunião em que foi debatida a constituição das secções de voto para as eleições legislativas. João Passos alegou irregularidades na acta, recusando-se a assinar o documento. "O representante do PSD pegou então na acta e saiu com ela. Eu fui atrás dele e disse que a acta era da junta e ele não podia ficar com ela", relatou ao CM Abel Gonçalves, que precisou de receber tratamento médico.

Versão diferente tem João Passos. O membro do PSD afirma que foi agredido pelas costas pelo presidente da junta. "Reagi porque não ia ficar ali a deixar que o Abel Gonçalves me batesse", afirmou.

João Passos empurrou o autarca e candidato socialista, fazendo com que embatesse contra uma porta de vidro, que ao partir-se feriu nas costas o presidente da junta. Ao que apurámos, Joaquim Vieira, elemento ligado ao autarca, ter-se-á envolvido na confusão. "Esse senhor veio para cima de mim, com a intenção de continuar a agredir-me e só quando me defendi é que ele parou", defendeu-se João Passos.

Ver comentários