Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Patrão da noite preso no Algarve

Viriato Justino, foragido desde Março, vivia em Albufeira e tinha voltado a controlar seguranças.
16 de Julho de 2011 às 00:30
Viriato foi detido depois de abalroar uma viatura da PSP
Viriato foi detido depois de abalroar uma viatura da PSP FOTO: Roberto Pujales

Condenado a oito anos de prisão por extorsão, ofensas à integridade física qualificada, lenocínio e posse de arma ilegal, Viriato Justino, que estava foragido desde Março, foi capturado anteontem, pela Divisão de Investigação Criminal do Comando Metropolitano de Lisboa, em Albufeira, onde já controlava a segurança nos estabelecimentos de diversão nocturna e, segundo a PSP, estava também envolvido no tráfico de droga.

O empresário, condenado no processo ‘Máfia da Noite’, foi capturado depois de sair de casa, no cruzamento da Rua do Ténis com a Rua Dr. Diogo Leote, em Albufeira.

"Tivemos indicação de que ele estaria em Albufeira. Ontem, quando saiu de carro, é que soubemos que era ele", contou ao Correio da Manhã o comandante da Divisão de Investigação Criminal de Lisboa, o subintendente Carlos Resende da Silva.

Com receio de que Viriato estivesse armado – suspeita que veio a verificar-se –, a PSP optou por não o deter à porta de casa, pois estavam muitas pessoas na rua. Seguiu-se então um breve seguimento discreto, que terminou quando os agentes verificaram que já estavam reunidas todas as condições de segurança.

"Nós interceptámos a viatura quando o trânsito era diminuto e não havia transeuntes por perto", referiu a mesma fonte.

Quando se viu encurralado pela PSP, Viriato ainda tentou fugir. Fez marcha-atrás com o seu Mercedes SL 500 cabriolet, abalroou uma viatura dos agentes da autoridade, mas sem sucesso, pois acabou por ser detido.

Consigo trazia uma arma de fogo e mais de dez munições. Foi presente ontem ao Tribunal da Comarca de Albufeira por posse de arma, processo que baixou a inquérito.

Viriato Justino foi conduzido ao Estabelecimento Prisional de Lisboa, onde vai cumprir os oito anos de prisão a que foi condenado em 2009.

PERNAS PARTIDAS EM ATAQUE

Viriato Justino foi alvo de um ataque na noite de 27 de Outubro do ano passado. O empresário foi espancado e apedrejado, em Santo António dos Cavaleiros, no concelho de Loures, por um funcionário do seu bar de strip, Deluxe Bar, no Areeiro, Lisboa, que agiu em conluio com outro homem. Viriato, que não quis apresentar queixa na PSP, sofreu fracturas nas tíbias das duas pernas e num dos cotovelos. O empresário é também proprietário de um bar no arquipélago dos Açores.

BATISTA AINDA À SOLTA

Pedro França Alemão (condenado a cinco anos e nove meses), Alfredo Morais (sete anos) e Paulo Batista (seis anos e três meses) fugiram após a sentença. Já só falta capturar Paulo Batista, evadido no Brasil. 

PJ INVESTIGA NOVO GANG

A Polícia Judiciária está a investigar o novo gang que surgiu no distrito de Setúbal e que tem efectuado assaltos à mão armada a hotéis e restaurantes. Sobre o jovem de 20 anos que foi internado no Hospital de Setúbal na madrugada de terça-feira, após o assalto ao restaurante Beco, no Seixal, recai a suspeita de que seja o motorista dos assaltos aos hotéis e ao referido estabelecimento. Com ferimentos de bala no abdómen e nas pernas, o jovem está a recuperar favoravelmente dos ferimentos, adiantou fonte hospitalar.

 

MÁFIA NOITE PATRÃO ALGARVE
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)