Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Pólvora explode e queima menino

Aquilo que lhe parecia uma brincadeira quase custou a vida ao pequeno João, de 11 anos, que ontem sofreu graves queimaduras na cara e nos braços. A criança, que estava em casa da avó em Cedovim, Vila Nova de Foz Côa, encontrou algumas pedras de pólvora e acabou por atear-lhes fogo, presumivelmente com um isqueiro, provocando uma explosão. O menino foi transportado pelo helicóptero do INEM até ao Porto, ficando internado na Unidade de Pediatria do Hospital de S. João.
27 de Maio de 2012 às 01:00
Devido à gravidade da situação, João foi transportado pelo helicóptero do INEM
Devido à gravidade da situação, João foi transportado pelo helicóptero do INEM FOTO: Manuel Araújo

Ao que o CM conseguiu apurar, o pequeno João faz parte de uma família problemática, estando já sinalizado pela Comissão de Protecção de Crianças e Jovens. O menino vive com a avó a maior parte do tempo, e foi em casa dela que tudo aconteceu, cerca das 16h00 de ontem.

A mãe do menor foi alertada logo após o acidente, mas recusou-se a viajar com o filho até ao Porto. O menino acabou por ser transportado de helicóptero, apenas acompanhado por uma equipa médica.

Na pequena aldeia de Cedovim a população ficou em choque com a explosão que vitimou o menor. Conhecido e acarinhado por todos, foi o pequeno João que explicou às autoridades o que tinha acontecido.

O menino sofreu graves queimaduras na cara e nos braços, mas está fora de perigo. Foi levado até ao Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos, e depois para o S. João, no Porto. Ao fecho desta edição, a criança ainda estava a ser observada pela equipa médica, devendo ser operada nos próximos dias.

menino acidente foz côa inem hospital pólvora
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)