Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

PSP dispara para travar traficantes em fuga

Gang em carro fura bloqueio da polícia nas Olaias e tenta atropelar os agentes. Suspeitos conseguiram fugir.
João Tavares 21 de Março de 2019 às 01:31
A carregar o vídeo ...
Gang em carro fura bloqueio da polícia nas Olaias e tenta atropelar os agentes. Suspeitos conseguiram fugir.

Com a informação de que iria ser feito o transporte de uma elevada quantidade de droga, com recurso a uma viatura, agentes da Divisão de Investigação Criminal da PSP de Lisboa meteram em marcha uma operação que levou à interceção de um Seat Leon na zona das Olaias. Só que os suspeitos aceleraram o carro na direção da polícia, a ponto de alguns agentes terem efetuado disparos para o ar e alvejado a viatura na zona dos pneus.

Apesar da demonstração de força da PSP, os traficantes fugiram. O carro foi encontrado não muito longe do local da abordagem. Estava fechado e sem qualquer droga.

A viatura foi detetada a circular na tarde de segunda-feira e intercetada na rua Engenheiro Santos Simões, nas Olaias. Três viaturas da PSP, descaracterizadas, bloquearam-lhe a passagem. Só que os ocupantes decidiram furar o bloqueio. Primeiro fazendo marcha atrás, o que levou os polícias a dispararem contra os pneus – e depois acelerando para a frente. Nessa altura, embateram violentamente num dos dois carros patrulha, obrigando alguns agentes a desviarem-se para a berma para não serem atropelados.

Os agentes da PSP ainda se lançaram numa perseguição ao Seat Leon, mas este escapou a alta velocidade. O carro acabou por ser encontrado, algum tempo depois, estacionado na rua dos Baldaques, a cerca de 600 metros de distância do local onde a polícia abordou os supostos traficantes. Prosseguem as diligências da PSP, na tentativa de identificar e localizar os responsáveis por esta fuga com investida contra os polícias.

PORMENORES
Viatura
O Seat Leon foi apreendido e levado pela PSP e sujeito a exames lofoscópicos que possam ajudar a identificar os ocupantes. Carro estava fechado e não tinha sido dado como furtado ou roubado.

Sem sangue
Numa primeira análise ao carro, a polícia não encontrou quaisquer vestígios de sangue, pelo que nenhum dos ocupantes terá sido atingido pelos vários disparos efetuados pelos agentes.

Armados
A informação a que a PSP teve acesso descrevia os ocupantes da viatura como perigosos, havendo a possibilidade de estarem na posse de armas de fogo. Nenhuma foi encontrada.


Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)