Quatro anos de pena suspensa para homem que agrediu mãe cega em Póvoa de Lanhoso

Arguido agrediu a mãe "com vários murros no corpo" e atirou-lhe "com a porta na cara".
16.04.19
  • partilhe
  • 0
  • +
Quatro anos de pena suspensa para homem que agrediu mãe cega em Póvoa de Lanhoso
Tribunal Foto Getty Images
O Tribunal da Relação de Guimarães agravou para quatro anos de prisão a pena, suspensa, de um homem da Póvoa de Lanhoso que durante um ano maltratou física e psicologicamente a mãe, uma invisual de 62 anos.

Na primeira instância, o Tribunal Judicial de Guimarães condenou o arguido a três anos e meio de prisão, com pena suspensa, pelo crime de violência doméstica.

O Ministério Público recorreu, pedindo a condenação também por dois crimes de extorsão, e a Relação, por acórdão de 25 de março consultado esta terça-feira pela Lusa, deu provimento ao recurso, fixando a pena em quatro anos de prisão, suspensa por igual período.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!