Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Sesimbra: Crematório serve 500 mil pessoas

O complexo funerário da Quinta do Conde, na Ribeira do Marchante, Sesimbra, vai servir a população de toda a região da Península de Setúbal. No total são cerca de 500 mil pessoas, segundo as expectativas do presidente da Câmara de Sesimbra, Augusto Pólvora.
25 de Julho de 2011 às 12:55
Augusto Pólvora e Mário Baptista (à esquerda e direita, respectivamente)
Augusto Pólvora e Mário Baptista (à esquerda e direita, respectivamente) FOTO: Manuel Vicente

"Este é o segundo crematório da região. O de Almada foi o primeiro. O nosso objectivo nunca foi pensar estas instalações para um serviço local. Sempre pensámos a nível regional, podendo satisfazer as necessidades dos concelhos vizinhos", explicou Augusto Pólvora, sublinhando a capacidade do forno crematório: "Permite até 10 cremações por dia. Este número supera largamente as necessidades de Sesimbra".

Mário Baptista, director do complexo funerário da Quinta do Conde, realizou uma visita guiada às instalações, onde sobressai um espaço dedicado para as crianças. "Foi criado para precaver situações em que famílias não têm possibilidade de deixar os filhos noutro local. É uma sala concebida para as crianças, onde elas podem ficar mais resguardadas de tudo o que se está a passar. Os pais podem ver para dentro da sala, mas os filhos não conseguem ver para fora", explicou.

O complexo fica localizado junto ao cemitério e custou cerca de 1,4 milhões de euros. As perspectivas são de 1750 cremações anuais, com cada uma a custar cerca de 195 euros.

Cemitério Quinta do Conde Crematório
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)