Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Sexo a quatro acaba em noite de terror

As primeiras duas prostitutas chegaram à hora marcada, para a orgia combinada num apartamento da rua Henrique Alves, junto à praça de Espanha, Lisboa.
17 de Fevereiro de 2012 às 01:00
Sexo, Terror, orgia, Prostitutas
Sexo, Terror, orgia, Prostitutas FOTO: Ricardo Cabral

Já as esperava o dono da casa, com cerca de 60 anos - e faltava apenas uma mulher para se lançarem numa festa a quatro. O anfitrião prometeu 600 euros a cada uma. Só que a última prostituta a chegar, toxicodependente, levou quatro homens armados, que transformaram a noite de sexo em terror.

Estávamos a 21 de Janeiro do ano passado e anteontem, após uma longa investigação, a Secção de Roubos da Judiciária de Lisboa apanhou os quatro homens e uma mulher, por roubo qualificado. Já recolheram todos em prisão preventiva, por promoção da Unidade Especial de Combate ao Crime Violento do DIAP de Lisboa. Só numa mala tinham roubado sete mil euros.

Passa-montanhas a tapar os rostos e pistolas na mão, a prostituta chegou à casa acompanhada por dois cúmplices, os outros ficaram de vigia dentro de um Audi. No apartamento, os três semearam o pânico e destruição. Uma das duas prostitutas que já estavam na casa foi logo agredida à coronhada na cabeça, pernas e braços amarrados com fita adesiva. Passou o resto da noite no chão.

O dono da casa foi arrastado para uma sala à parte e sentado numa cadeira. Foi agredido a murro e pontapé, na cabeça, tendo ficado inanimado - ao mesmo tempo que as duas prostitutas imploravam para não serem mortas a tiro.

Roubaram uma mala com sete mil euros em dinheiro, além de vários bens como telemóveis e computadores portáteis. Após o roubo, os cinco dividiram o dinheiro e bens entre si. O homem assaltado e agredido teve de receber tratamento hospitalar e apresentou queixa à Judiciária, que resolveu o caso.

Sexo Terror orgia Prostitutas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)