Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Sócrates ouvido em duas inquirições

Acompanhe, ao minuto, a ida do ex-primeiro-ministro ao DIAP.
23 de Fevereiro de 2015 às 08:52
Carrinha que saiu da prisão de Évora entra na garagem do DIAP
Carrinha que saiu da prisão de Évora entra na garagem do DIAP

18h10: Saíram do Campus de Justiça, em Lisboa, os dois veículos que vieram de Évora de manhã, transportando um deles o ex-primeiro-ministro. Ao que tudo indica, José Sócrates segue numa destas viaturas a caminho do Estabelecimento Prisional de Évora.

17h50: José Sócrates confidenciou a João Araújo, segundo conta o advogado, que se sente "extremamente honrado com a denúnica que parte de quem parte". O advogado disse ainda, à saída do Campus de Justiça, que Mário Machado é um "nazi e deliquente" e que é bom que a denúncia parta "dessa gente". João Araújo admitiu hoje haver "fugas de informação de quem controla o processo" em que o ex-primeiro-ministro, preso preventivamente em Évora, está indiciado de corrupção, branqueamento de capitais e fraude fiscal. O advogado do primeiro-ministro mostrou-se confiante e afirmou que José Sócrates vai ser libertado. Durante as declarações aos jornalistas, João Araújo recusou-se a responder a todas as questões colocadas pela CMTV.

17h32: A inquirição ao ex-primeiro-ministro já terá terminado. A carrinha que transportou José Sócrates, do Estabelecimento Prisional de Évora para Lisboa foi vista a sair do Campus de Justiça. A inquirição desta tarde disse respeito ao processo de violação de segredo de justiça em que José Sócrates é arguido. 

15h30: José Sócrates está há seis horas no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP). O ex-primeiro-ministro entrou nas instalações às 09h20 para começar a ser ouvido às 10h30. Por volta das 13h30 a sessão foi interrompida para almoço e deverá ter sido retomada às 14h30.

14h49: João Araújo é o único advogado de José Sócrates que se encontra nas instalações do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP).

14h46: Advogado Pedro Delille sai do DIAP e não presta qualquer declaração aos jornalistas, tal como João Araújo fez durante a manhã desta segunda-feira. José Sócrates será ouvido esta tarde e tudo indica que a inquirição vai começar dentro de momentos.

14h43: Advogados de José Sócrates, João Araújo e Pedro Delille, já se encontram no DIAP.


No processo em que foi ouvido durante a manhã, o ex-primeiro-ministro surge como queixoso.

14h30: Inquirição de José Sócrates deverá ser retomada agora.

14h07: Rosário Teixeira regressa ao Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), mas não responde a qualquer pergunta dos jornalistas, que tentam perceber se o procurador vai ouvir José Sócrates esta segunda-feira ou nos próximos dias. O procurador responsável pela ‘Operação Marquês’ limita-se a abanar a cabeça, dizendo que não responde a qualquer pergunta.

13h30: Procurador Rosário Teixeira abandona as instalações do DCIAP para ir almoçar.

13h08: João Araújo, advogado de José Sócrates, sai do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP). O advogado recusa prestar declarações enquanto o jornalista da CMTV permanecer no local.

12h45: Rosário Teixeira regressa ao edifício do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) de carro.

11h50: Procurador Rosário Teixeira sai do DCIAP num carro, onde segue no banco de trás. Nos bancos da frente do veículo vão duas pessoas.

10h30: Estava previsto que José Sócrates começasse a ser ouvido, esta segunda-feira, às 10h30. As câmaras da CMTV captaram João Araújo no primeiro andar do DIAP. O advogado do ex-primeiro-ministro não entrou pela porta principal do edifício. Presume-se que tenha entrado pela garagem.

José Sócrates já deverá estar na sala do DIAP, onde será ouvido pelo magistrado do Ministério Público. Terá entrado por elevadores internos para que não fossem recolhidas imagens suas.

Câmaras da CMTV captam João Araújo, advogado de José Sócrates, no interior do DIAP

09h45: João Araújo, advogado de José Sócrates, entra no Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) sem fazer qualquer declaração aos jornalistas. A ida de João Araújo ao DCIAP não era espectável, pois o advogado já tinha dito que ia estar no DIAP, Campus da Justiça, onde o ex-primeiro-ministro é ouvido no âmbito de um processo de violação do segredo de justiça, da ‘Operação Marquês’.

Apesar da surpresa, o advogado de José Sócrates não quis explicar o porquê de estar no DCIAP, onde fica também o escritório do procurador Rosário Teixeira, que é responsável pela investigação da ‘Operação Marquês’.

A presença de João Araújo no DCIAP pode indiciar que o ex-primeiro-ministro poderá ir, esta segunda-feira, ao Departamento Central de Investigação e Ação Penal para ser ouvido pelo procurador Rosário Teixeira. No entanto, esta não é uma informação confirmada, uma vez que o advogado não quis explicar os motivos da sua presença no local.

09h20: Carrinha que transporta José Sócrates entra na garagem do edifício do DIAP. O aparato policial no local foi montado minutos antes da chegada da carrinha que saiu de Évora. A viagem de Évora a Lisboa foi bastante rápida. O ex-primeiro-ministro saiu do Estabelecimento Prisional de Évora pouco depois das 8h00 e chegou às 09h20.

José Sócrates será ouvido esta segunda-feira, a partir das 10h30, no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP), em Lisboa. O advogado João Araújo e Pedro Delille vão acompanhar as diligências processuais.

Esta manhã já saiu uma carrinha Kangoo, com dois guardas prisionais, do Estabelecimento Prisional de Évora. Quando faltavam duas horas para José Sócrates ser ouvido, por volta das 8h30, outra carrinha, desta vez celular, abandonou a prisão de Évora.

As duas movimentações não tiveram qualquer aparato policial a acompanhar os carros.

O ex-primeiro-ministro é ouvido hoje no âmbito do processo de violação de segredo de justiça. O arguido do processo ‘Operação Marquês’ está detido em Évora há já três meses, assinalando-se hoje 91 dias desde que o juiz Carlos Alexandre ditou a medida de coacção mais gravosa – a de prisão preventiva – para José Sócrates.

Nestes três meses, o ex-primeiro-ministro foi visitado pelas mais altas figuras do Estado, desde antigos Presidentes da República, como Mário Soares, a vários membros do Partido Socialista, nomeadamente António Costa.

josé sócrates tribunal estabelecimento prisional de évora
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)