Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Telemóvel desligado após desaparecimento

Mãe de Rodrigo Lapa alertou as autoridades na segunda-feira.
Ana Palma e Rui Pando Gomes 28 de Fevereiro de 2016 às 12:03
A mãe do jovem desaparecido, Célia Barreto, espalhou cartazes com a imagem do filho
A mãe do jovem desaparecido, Célia Barreto, espalhou cartazes com a imagem do filho FOTO: Pedro Noel da Luz
O telemóvel de Rodrigo Lapa está desligado desde segunda-feira, o dia em que o jovem de 15 anos desapareceu de casa, no sítio das Vendas, no Malheiro, em Portimão. Seis dias depois, a Polícia Judiciária (PJ) continua a investigar todos os cenários, depois de terem sido feitas buscas na zona onde o jovem terá passado.

A mãe do menor, que alertou as autoridades nessa mesma tarde, depois de o filho não ter regressado à habitação, garante que o jovem levou o telemóvel, mas que foi desligado. "Ele levou o telemóvel e um aparelho bluetooth para ouvir música. Mas esqueceu-se do carregador, que costumava levar todos os dias", revelou Célia Barreto, de 40 anos.

O jovem, que levava um gorro preto e branco, camisola polar azul forte, calças cinza e ténis brancos, transportava ainda uma pequena mochila. "Ele saiu de casa pouco antes das 07h00 e foi a pé para a escola, em Estômbar", lembrou a mãe, que, com amigos e colegas de Rodrigo, tem espalhado cartazes com a imagem do filho.

Tanto para a mãe como para as autoridades o desaparecimento de Rodrigo Lapa constitui um mistério, onde todos os cenários continuam em aberto.

A PJ, responsável pela investigação, já esteve na habitação e na escola. Os investigadores estão já, aliás, na posse de contactos de amigos e colegas do jovem, para tentarem encontrar pistas que ajudem a esclarecer o que aconteceu. Contudo, até este sábado, não tinha sido detetado qualquer sinal de Rodrigo.


Rodrigo Lapa tem 15 anos

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)