Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Camionista morto fazia 1.ª viagem

Acidente tirou a vida a socorrista da Cruz Vermelha e Bombeiro.
Ana Palma e Rui Pando Gomes 5 de Janeiro de 2016 às 08:51
Camião transportava laranjas de Sevilha para a  Alemanha
Camião transportava laranjas de Sevilha para a Alemanha FOTO: Luís López Araico
Era a primeira viagem de longo curso de José Vieira, camionista de 49 anos que, com Agostinho Carvalhosa, 37, morreu quando o camião da transportadora espanhola Primafrio se despistou e incendiou, na madrugada de domingo, na autoestrada AP-1, a 40 km de Burgos, Espanha.

Os dois homens, que transportavam laranjas de Sevilha para a Alemanha, morreram carbonizados. José Vieira, que residia em Portimão, já tinha sido guarda-noturno e era bombeiro na corporação local, desde 1983. Atualmente encontrava-se no quadro de reserva. Os amigos descrevem-no como "bom homem e muito trabalhador". Foi trabalhar para a empresa através de Agostinho, que já era motorista de 1º classe.

"O Agostinho era um bom colega, tinha muita experiência e nunca teve um toque no camião", recorda Paulo Santinhos, que fez equipa com ele na empresa e diz que "o sono é o maior inimigo dos motoristas de camião".

Agostinho, natural de Vitorino de Peães, Ponte de Lima, residia em Fontainhas, Ferreiras, Albufeira, com a mulher. Antes de ser camionista, tinha sido motorista na Cruz Vermelha, em Ferreiras, onde amigos e ex-colegas foram apanhados de surpresa pela notícia. "Ficámos chocados. Ele tinha trabalhado connosco dois anos e era muito esforçado e trabalhador. Era amigo de toda a gente e fez muitos amigos aqui", lamentou ao CM Rui Martins, da Cruz Vermelha.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)