Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Viúva ameaçada após homicídio

Veraldino foi morto à facada por ciúmes. Fátima, de 48 anos, teme pela vida.
27 de Outubro de 2013 às 10:05
Fátima Costa tem sofrido várias ameaças de morte após o homicídio do ex companheiro
Fátima Costa tem sofrido várias ameaças de morte após o homicídio do ex companheiro FOTO: Vítor Mota

Tenho medo de sair de casa por causa das ameaças de morte de que estou a ser vítima", diz ao CM Fátima Costa, de 48 anos, ex-companheira de Veraldino Teixeira, de 52 anos, assassinado à facada no último domingo, à porta de um café em Santa Cruz, Torres Vedras. Desde a morte de ‘Dedé' que Fátima tem recebido várias ameaças.

A primeira ameaça aconteceu na terça-feira, quando dois homens num carro passaram por Fátima, insultando-a e ameaçando-a: "O ‘Dedé' morreu mas isto não vai ficar assim". ‘Dedé' foi morto à facada, por um conhecido, após uma cena de ciúmes por causa de Fátima Costa.

No mesmo dia, quando a massagista ia a entrar na casa onde vivia com o ex-companheiro, viu à porta uma garrafa de cerveja com gasolina e um pneu. Em pânico, ligou à GNR, que a aconselhou a não voltar à casa. Os militares encontraram fósforos em cima da sua cama.

No dia seguinte, foi ameaçada num telefonema. "Ligaram-me a insultar e a ameaçar. Nunca mais atendi o telefone." O último episódio aconteceu ontem, quando um carro a tentou atropelar à saída de um café. Fátima diz não perceber o motivo das ameaças. "Eu não matei o ‘Dedé', não tive nada a ver com a morte dele. Aliás, eu nem estava lá quando ele foi esfaqueado."

FATIMA COSTA TORRES VEDRAS AMEÇAS DE MORTE HOMICIDIO ATROPELAMENTO GASOLINA DEDE VERALDINO TEIXEIRA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)