Correio da Manhã

Urologia do Hospital da Feira sem médicos após demissões
Foto Getty Images
Médicos
Foto Getty Images
Médicos
Foto Direitos Reservados
10:54
  • Partilhe
Serviço funciona com profissional cedido pelo Porto.

O Serviço de Urologia do Centro Hospitalar do Entre Douro e Vouga (CHEDV) está dependente de um médico requisitado ao Porto após a demissão dos profissionais que exerciam em Santa Maria da Feira, revelou esta sexta-feira fonte dessa unidade.

Responsável pelos hospitais da Feira, de São João da Madeira e de Oliveira de Azeméis, distrito de Aveiro, o CHEDV tinha três urologistas no seu quadro de efetivos, mas no segundo trimestre de 2018 todos esses médicos apresentaram pedidos de rescisão contratual "por opção da sua vida profissional".

Fonte oficial do CHEDV revelou à Lusa que a administração "diligenciou de imediato no sentido de encontrar soluções que assegurassem o funcionamento do serviço", mas reconheceu que, dada a demora habitual nos procedimentos de contratação pública para os hospitais do Estado, a solução mais rápida foi "formalizar um acordo com o Centro Hospitalar do Porto, mediante o qual o Serviço de Urologia dessa instituição se prontificou a ceder um dos seus médicos para prestar uma parte substancial do seu trabalho em Santa Maria da Feira".

O acordo entrou em prática "há algumas semanas" e permitiu que os utentes do Entre Douro e Vouga referenciados pelos centros de saúde "nunca tenham ficado sem urologista", mas a redução de três especialistas para um único médico está a "aumentar os prazos médios de espera" por uma consulta da especialidade.

Para contornar essa situação foram contratados mais dois médicos "em regime de prestação de serviços" e, segundo informou a fonte do CHEDV, esses irão iniciar a sua atividade no Hospital da Feira "ainda neste mês de agosto".

PUBLICIDADE
"Fruto das contratações que serão efetuadas brevemente, esperamos repor a completa normalidade do funcionamento da Urologia do CHEDV", sublinhou a fonte, acrescentando que, "neste momento, está em fase final o concurso nacional de colocação de médicos especialistas e o Serviço de Urologia do CHEDV está contemplado nesse processo", pelo que o centro hospitalar espera "a muito curto prazo ter condições para melhorar a situação".

A mesma fonte realçou que, "a par disso, o conselho de administração também já pediu autorização para contratar mais um médico urologista, estando agora a aguardar a decisão [do Governo] sobre esse pedido", o que permitirá ao hospital passar dos anteriores três para quatro especialistas.

Quanto ao acompanhamento de Urologia no Serviço de Urgência do CHEDV, a valência nunca teve médicos da especialidade em funções e os utentes que necessitem de cuidados urgentes a esse nível continuarão como até aqui a ser encaminhados para as unidades hospitalares de referência na área, nomeadamente em Vila Nova de Gaia e no Porto.

Siga o CM no Facebook.

  • Partilhe
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE