Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Oxigenoterapia, água e oxigénio para revitalizar pernas pesadas

Tratamento também utilizado contra acne e na hidratação do rosto.
Teresa Oliveira 28 de Janeiro de 2017 às 07:42
O primeiro  passo é projetar oxigénio  nos tecidos, como mostra  a esteticista, Inês Coelho
O primeiro  passo é projetar oxigénio  nos tecidos, como mostra  a esteticista, Inês Coelho
O primeiro  passo é projetar oxigénio  nos tecidos, como mostra  a esteticista, Inês Coelho
O primeiro  passo é projetar oxigénio  nos tecidos, como mostra  a esteticista, Inês Coelho
O primeiro  passo é projetar oxigénio  nos tecidos, como mostra  a esteticista, Inês Coelho
O primeiro  passo é projetar oxigénio  nos tecidos, como mostra  a esteticista, Inês Coelho
O primeiro  passo é projetar oxigénio  nos tecidos, como mostra  a esteticista, Inês Coelho
O primeiro  passo é projetar oxigénio  nos tecidos, como mostra  a esteticista, Inês Coelho
O primeiro  passo é projetar oxigénio  nos tecidos, como mostra  a esteticista, Inês Coelho
Oxigénio e água são a base da oxigenoterapia aplicada a pernas pesadas e acne e na hidratação do rosto. "Em apenas seis meses, pelo menos 120 pessoas já experimentaram esta técnica com resultados excelentes", garantiu António Soares Neto, naturopata e diretor clínico de uma clínica em Lisboa, na qual se realiza este tratamento.

De acordo com o especialista, há anos que a hidratação celular com águas de baixa densidade molecular é utilizada na medicina tradicional japonesa. "Pegando neste conceito, fizemos o casamento entre água e oxigénio e adicionámos princípios ativos para cada situação. No caso das pernas pesadas é o aloé vera", explicou.

Mas para o naturopata é importante clarificar que "nenhum problema de circulação linfática tem cura" e que este tratamento visa, no caso das pernas pesadas, reduzir a dor, o formigueiro e o inchaço. Quando os vasos sanguíneos não drenam devidamente, aparecem edemas – inchaço resultado da retenção de líquidos –, sobretudo nos tornozelos e pés, aumentando a sensação de pernas pesadas.

A técnica utilizada consiste na projeção de água e oxigénio sobre os tecidos. Desta forma acelera-se o metabolismo celular, desintoxicam-se e hidratam-se os tecidos. "E ao adicionar o princípio ativo, o efeito é potenciado, porque se trabalha em cima de tecido com o metabolismo melhorado", explicou o naturopata António Soares Neto.

"Antes de começar a fazer as sessões, sentia dores"
Ao fim de quatro sessões de oxigenoterapia, Conceição Gomes, 70 anos, garante sentir-se bastante melhor do edema nas pernas. "Estou muito satisfeita. Sou hipertensa e tinha receio de ser operada como me foi sugerido. Por isso procurei esta alternativa", contou, enquanto se preparava para a quinta sessão de oxigenoterapia.

"A sensação é muito agradável", diz a reformada, no momento em que a esteticista Inês Coelho inicia o tratamento.
"Antes de começar a fazer as sessões, sentia dores e um formigueiro pelas pernas acima. Sentia dificuldades em andar e cansava-me muito, mesmo que andasse pouco", recordou.

Atualmente, Conceição Gomes ‘corre’ as ruas de Lisboa: "No outro dia, eu e o meu marido corremos Campolide de uma ponta à outra e ainda fomos à Infante Santo, a pé".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)