Cardeal-patriarca defende salvaguarda da morte natural na mensagem para a Quaresma

Mensagem disponível no site da Internet do Patriarcado de Lisboa.
Por Lusa|15.02.18
  • partilhe
  • 0
  • +
O cardeal-patriarca de Lisboa defendeu esta quarta-feira a importância da salvaguarda da morte natural, no momento em que se iniciou o debate político sobre a eutanásia, e alertou para a distorção mediática no mundo, na mensagem para a Quaresma.

"O propósito essencial só pode ser este, estar decididamente do lado do Deus da Vida, que nos levará a uma convivência total, de presença e de espírito. De presença, para acompanharmos cada ser humano no arco inteiro da existência terrena, da conceção à morte natural", afirma Manuel Clemente na mensagem, intitulada "Para perfeitamente viver e conviver", disponível no sítio na Internet do Patriarcado de Lisboa.

Pedindo aos católicos que iniciem uma "Quaresma verdadeiramente libertadora de quanto" os "impede de viver e conviver com Deus e com os outros", o cardeal-patriarca desafia a acompanhar "cada pessoa, numa atitude envolvente e paliativa, em especial quando mais frágil de corpo ou de espírito".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!