Casa em risco de ruir no centro de Paderne

Proteção Civil de Albufeira proibiu passagem de pessoas e viaturas na área em fevereiro de 2017.
Por Diana Santos Gomez|12.07.18
  • partilhe
  • 0
  • +
Há quase ano e meio, desde fevereiro de 2017, que a circulação de pessoas e viaturas no centro da aldeia de Paderne, Albufeira, está muito condicionada, devido ao risco que uma casa em ruínas representa para a população. O problema arrasta-se há dez anos, com várias queixas já feitas por dois presidentes de junta de freguesia.
Grande parte dos moradores - muitos de idade avançada - sofre diariamente com o problema, depois da vistoria da Proteção Civil de Albufeira ter determinado que a zona não reunia condições de segurança. O atual presidente da junta, Miguel Coelho, diz que "o perigo é iminente, os relatórios da proteção civil explicam que é proibido passar na área, no inverno a habitação pode mesmo ceder".

Maria Bexiga, de 73 anos, natural de Paderne, teve uma frutaria, durante mais de 40 anos, na casa, e adianta que "saiu porque [o imóvel] não estava em condições, a proprietária nunca fez obras, as poucas que houve fui eu que fiz". A mulher lamenta "ver isto assim" e diz que "os estrangeiros tiram fotografias a uma ruína".

O presidente da Câmara de Albufeira explicou, ao CM, que a proprietária, residente no estrangeiro, já foi notificada pelo menos quatro vezes e pretende demolir o edifício. José Rolo garante que "até ao final do ano o problema estará resolvido". E, "em nome da autarquia", pede "desculpa pelo incómodo". Há pelo menos três pessoas com mobilidade condicionada que moram junto à casa em ruínas.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!