Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Centro Hospitalar do Oeste investe 383 mil euros na remoção do amianto dos edifícios

Unidade aguarda autorização do Governo para lançar a concurso público as duas empreitadas.
Lusa 8 de Abril de 2021 às 11:08
Camas de hospital
Camas de hospital FOTO: iStockphoto
O Centro Hospitalar do Oeste estima investir 383 mil euros na remoção do amianto dos edifícios hospitalares de Torres Vedras e Peniche, disse hoje a sua administradora à agência Lusa.

"Com estas intervenções pretende-se que seja retirada a cobertura existente em fibrocimento, que será substituída por placas de cobertura térmica", explicou, por escrito, Elsa Baião.

O maior investimento, 346 mil euros, está previsto para o hospital de Peniche, enquanto na unidade de Torres Vedras o Centro Hospitalar do Oeste prevê investir 37 mil euros.

O centro hospitalar aguarda autorização do Governo para lançar a concurso público as duas empreitadas.

A obra de Peniche vai decorrer durante seis meses, depois de adjudicada.

O Centro Hospitalar do Oeste integra os hospitais de Caldas da Rainha, Torres Vedras e Peniche, tendo uma área de influência constituída pelas populações dos concelhos de Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça e de Mafra. Estes concelhos dividem-se entre os distritos de Lisboa e Leiria.

Ver comentários