Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Chef do Eneko Lisboa compara estrela Michelin a "raio de luz neste ano sombrio"

Grupo soma assim uma terceira estrela, que se junta às distinções do 'LAB by Sergi Arola' e do 'Midori' (chef Pedro Almeida).
Lusa 14 de Dezembro de 2020 às 23:34
Eneko Atxa
Eneko Atxa FOTO: Getty
O chef basco Eneko Atxa classificou esta segunda-feira a estrela Michelin atribuída ao restaurante 'Eneko Lisboa', no guia ibérico de 2021, como "um raio de luz neste ano sombrio".

"Estou muito satisfeito com esta conquista, que é um raio de luz neste ano sombrio. Estou muito feliz, acima de tudo, por todas as pessoas que tornam o 'Eneko Lisboa' possível", declarou.

A distinção surge um ano e dois meses após a abertura do restaurante em Lisboa e soma-se às outras cinco estrelas que Eneko Atxa conta em Espanha: três estrelas no 'Azurmendi' (arredores de Bilbau), uma no 'Eneko Bilbau' e uma no 'Eneko', restaurante que fica perto do 'Azurmendi'.

Os lisboetas '100 Maneiras' (chef Ljubomir Stanisic) e o 'Eneko Lisboa', ambos com uma estrela ('cozinha de grande nível, compensa parar'), são as duas novidades portuguesas no Guia Michelin Espanha e Portugal 2021, anunciado esta noite numa cerimónia virtual a partir de Madrid.

O 'Eneko Lisboa' disponibiliza dois menus de degustac¸a~o - Erroak e Adarrak - "onde se encontram marcadamente presentes as raízes bascas de Eneko Atxa e onde podem provar-se alguns dos pratos mais emblemáticos do 'Azurmendi', como o lavagante assado e descascado, molho, manteiga de café e cebola roxa de Zalla", destaca a assessoria de imprensa do grupo Penha Longa Resort, num comunicado divulgado esta noite.

"Desde a abertura do seu primeiro restaurante, em 2005, Eneko Atxa foi pioneiro em investir na sustentabilidade, que se tornou um pilar fundamental da sua filosofia de vida, tendo sido eleito, já por duas vezes, como o chef do restaurante mais sustenta´vel do mundo", lê-se na mesma nota.

O grupo soma assim uma terceira estrela, que se junta às distinções do 'LAB by Sergi Arola' e do 'Midori' (chef Pedro Almeida).

Na edição de 2021, Portugal ganha duas novas primeiras estrelas e perde a estrela do restaurante 'São Gabriel' (Almancil), que anunciou o seu encerramento no final de 2019.

No total, Portugal conta, no guia ibérico de 2021, com sete restaurantes com duas estrelas ('cozinha excecional, merece o desvio') e 21 com uma estrela, mais um do que na edição de 2020.

Ver comentários