Hiperatividade confundida com falta de empenho escolar

Criança demonstra impulsividade, agitação, dificuldade em manter-se quieta ou calada.
Por Francisca Genésio|16.09.18
A hiperatividade e o défice de atenção são, muitas vezes, confundidos com falta de concentração e empenho das crianças. E, até mesmo, com falta de educação. Dias depois do arranque do ano letivo, os especialistas alertam que "não se pode colocar tudo no mesmo saco" e há sinais aos quais os pais devem estar atentos. Em Portugal, estima-se que existam cerca de 120 mil casos identificados, sendo registados mais de 7 mil por ano.

Os encarregados de educação devem estar atentos a sintomas como impulsividade, agitação, dificuldade em manter-se quieto ou calado, dificuldade em manter a atenção numa atividade ou a facilidade de distração com estímulos externos.

Nos rapazes, os sinais de agitação motora são mais evidentes. As raparigas "apresentam sobretudo sinais de desatenção", explica ao CM o neuropediatra Nuno Lobo Antunes. Para o especialista, é fundamental que a família e a escola partilhem informações sobre o comportamento da criança.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!