Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Igreja quer fiéis fora das estradas

São necessários caminhos alternativos às estradas nacionais, referem as autoridades eclesiásticas.
Isabel Jordão 13 de Maio de 2015 às 21:42
Milhares de fiéis participaram na Missa e Procissão das Velas
Milhares de fiéis participaram na Missa e Procissão das Velas FOTO: Rui Miguel Pedrosa

A criação de caminhos alternativos às estradas nacionais e a utilização dos que já existem pelos peregrinos que vão a pé para Fátima foi ontem defendida pelos responsáveis do Santuário no lançamento da peregrinação internacional aniversária que termina hoje, com a Procissão do Adeus. Ontem celebrou-se a Procissão das Velas, com milhares de peregrinos.

"Faço um apelo às autoridades que finalizem esses projetos" de novos caminhos, disse o bispo de Leiria-Fátima, D. António Marto, deixando expressa a vontade de que sejam "percursos seguros" para os peregrinos a pé e "longe das vias de grande circulação". D. António Marto deu como exemplo a antiga linha férrea que agora liga Viseu a Santa Comba Dão por uma ecopista e é "muito utilizada", sobretudo pelos peregrinos que caminham para Santiago de Compostela.

Também o reitor do Santuário de Fátima, o padre Carlos Cabecinhas, destacou a "preocupação" com a segurança dos peregrinos. "Não é um problema fácil de resolver, porque os peregrinos procuram o caminho mais curto", o que traz dificuldades acrescidas na criação de caminhos alternativos às estradas nacionais.

O sacerdote revelou que no último ano e meio tem havido várias reuniões, nomeadamente com os autarcas dos 14 municípios entre o Porto e Fátima, no sentido de ser criada uma alternativa "que não aumente as distâncias". Têm também sido procurados modelos de financiamento. Já quanto à possibilidade de ser o próprio Santuário a financiar a criação desses novos caminhos, o padre Carlos Cabecinhas disse que "o Santuário tem apoiado as várias iniciativas no sentido de delinear caminhos mais seguros, mas não compete ao Santuário o ordenamento do território, não é sua vocação financiar os municípios, nem é isso que os peregrinos pretendem que seja feito com o dinheiro das suas ofertas". 

igreja fiéis estradas fátima peregrinações
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)