Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Lidl diz que greve nos entrepostos "não se está a fazer sentir"

Paralisação teve início esta terça-feira às 12h00 e prolonga-se até ao final do dia de quarta-feira.
23 de Dezembro de 2014 às 19:43
Supermercado Lidl nos Anjos, em Lisboa
Supermercado Lidl nos Anjos, em Lisboa FOTO: Pedro Catarino

A Lidl Portugal afirma que a greve convocada para esta terça e quarta-feira, em três entrepostos da cadeia de supermercados, não está a ter efeitos na operação dos supermercados.

"Como era a nossa expetativa o impacto da greve não se está a fazer sentir", afirmou o gabinete de comunicação da empresa, numa resposta escrita enviada esta terça-feira à Lusa.

Em causa está uma paralisação, que teve início esta terça-feira às 12h00 e se prolonga até ao final do dia de quarta-feira, abrangendo o período da véspera de Natal, convocada para os trabalhadores dos entrepostos da Marateca (distrito de Setúbal), Torres Novas (Santarém) e Ribeirão (Braga) pelo CESP-Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços.

Num comunicado hoje divulgado, o sindicato afeto à CGTP afirmou que "mais de 80%" dos empregados do entreposto da Marateca aderiram à paralisação e que a empresa contratou 30 pessoas "para substituir ilegalmente trabalhadores em greve".

lidl entrepostos greve trabalhadores
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)